Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2014

[vídeo] Entrevista de Olavo de Carvalho para Leandro Ruschel

Em novembro de 2014 fui até Richmond entrevistar o professor e escritor Olavo de Carvalho. A conversa tratou da situação política do país, os seus desdobramentos na economia e o cenário geopolítico global. Há conteúdo nessa conversa para anos de estudos.

O Brasil ainda é o Brasil?

Por Percival Puggina
Por que as instituições nada fazem contra a matriz de corrupção instalada no coração do poder? Mistério. 
Por que Bolsonaro suscita maior comoção e interesse entre os formadores de opinião do que as denúncias da geóloga Venina Velosa da Fonseca? Mistério. 
Por que o relatório de uma Comissão Nacional da Verdade que sepulta verdades e ressuscita mentiras ganha espaço como se credibilidade tivesse, malgrado afronte a própria lei que a criou? Mistério. 
Por que, para tantas pessoas, o mal está na mera existência da revista Veja e não nos crimes que ela denuncia? Mistério.
Por que é tão solenemente ignorada a existência do Foro de São Paulo, como bem sinaliza Olavo de Carvalho? Mistério.
Por que não causou estranheza em parte alguma que a pessoa escolhida para ocupar a função de tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, seja, justamente, o ex-dirigente de uma cooperativa habitacional que lesou centenas de associados? Não está ele sendo processado por estelionato, formação…

DIRETO DO MUNDO DA LUA – PARTE XV

Por Dartagnan da Silva Zanela
- - - - - - - - - - + - - - - - - - - - -
[i] Da mesma forma que tristeza não paga conta, maracutaias contábeis não transfiguram déficit em superavit. Do mesmo modo que declarar-se honestos não nos torna uma pessoa decente, fazer pose afetada de partido da ética não forma sequer um só estadista.
[ii] Barack Obama firmou um acordo esquisitíssimo com o ditador Raul Castro. Esquisito é apelido! Por isso, cá estou com meus botões a me perguntar: o que as vítimas do castro-comunismo ganharam, objetivamente, com esse acordo? Não precisamos responder, não é mesmo?
Outra coisa: após essa esquisitice diplomática do governo Obama será, por um acaso, instaurada uma comissão da verdade em Cuba para investigar os crimes contra a humanidade cometidos pelo Castro-comunismo nos mais de cinquenta anos de ditadura totalitária marxista imposta sobre essa nação caribenha? Caramba! Eu acho que não.
Aliás, sei que é bobagem, mas perguntar não ofende (ofende?): após a data da assi…

[vídeo] Villa, Pondé e Claudio Abramo debatem a expectativa para 2015 (Revista FecomercioSP | Dezembro 2014)

A última edição do programa Revista Fecomercio SP em 2014 contou com a presença do historiador Marco Antonio Villa, do filósofo Luiz Felipe Pondé e do diretor-executivo da ONG Transparência Brasil Claudio Weber Abramo. 
Em debate, as expectativas para 2015 e os acontecimentos que marcaram o ano. 
O debate analisa a crise institucional no Brasil, o papel e eficiência das instituições e dos três poderes, além de fazer uma leitura dos avanços ocorridos nos últimos anos.

CHORUMELAS PEDAGÓGICAS

Imagem
Por Dartagnan da Silva Zanela
- - - - - - - - - - + - - - - - - - - - -
Há uma palavra que é vista, pelo pedagogismo reinante, como um sinal de grande mau agouro. Reprovar é a palavra. Isso, muito se deve, a infecção marxista do vocabulário utilizado na seara educacional de nosso país que transfigurou a reprovação de alguém em sinônimo de “exclusão social”.
Sei que ela não é a única, mas fiquemos, por hora, apenas com ela.
Vendo a educação por esse viés turvo, o professor acaba sendo reduzido a uma espécie de agente, inconsciente e alienado, do sistema CAPETALISTA e ali estaria para impedir que ele, o educando, obtenha o diploma que almeja e, se possível for, destruir a autoestima do infante.
Porém, é claro que há os educadores bonzinhos que, de acordo com essa cartilha pedagogesca, são conscientes e críticos e, por isso, não se prestam a esse hediondo papel de agentes da exclusão social. O aluno pode até não aprender nada, mas é aprovado ao final de tudo.
Mas não nos iludamos com esse ca…

DIRETO DO MUNDO DA LUA – PARTE XIV

Imagem
Por Dartagnan da Silva Zanela
- - - - - - - - - - + - - - - - - - - - -
[i] Verdade seja dita: aqueles que pegaram em armas para lutar contra o regime militar não o fizeram em nome da democracia, nem em favor da liberdade. O fizeram por discordarem da coloração do regime de exceção. Apenas isso. Não queriam restaurar a normalidade democrática não. Eles ansiavam, sim, implantar a anormalidade socialista em nossa nação. Por essa razão, e por estarmos em plena guerra fria, os milicos enjaularam a democracia para combater o comunismo. O tempo passou, a ditadura brasileira acabou, a democracia foi libertada e, agora, está sendo lentamente sufocada por aqueles que pegaram em armas e por seus herdeiros. Eles estão realizando um sonho antigo e fazem isso sob a alegação canalha de que não estão matando-a, mas sim, realizando-a plenamente, como nunca se viu antes na história de nossa pátria que, ao que tudo indica, não é mais nossa.
[ii] Cláusula número um para uma conversa sobre o Cristianismo …

[vídeo] Olavo de Carvalho e Carlos Nadalim

Não é vergonhoso ser católico na universidade

A vida acadêmica impõe sérios desafios aos jovens, mormente àqueles que desejam viver de acordo com os preceitos de sua fé. A estrutura universitária atual é montada para inibir a religião. Isso se mostra ainda mais flagrante quando se está a pensar no cristianismo. De fato, o posicionamento cristão — em especial o católico — dentro de uma universidade é quase como que um suicídio social. Os alunos religiosos são frequentemente intimidados — seja pelos colegas de classe, seja pelos professores — a esconderem suas opiniões, a fim de que possam sobreviver aos anos de estudo.  É suficiente pensar em dois casos particulares que aconteceram no Brasil há algumas semanas para se ter um panorama da situação: a arbitrária retirada de uma imagem de Nossa Senhora do Bom Conselho da Faculdade de Direito do Recife e o aprisionamento das cartilhas "Chaves para bioética", a mando do Ministério Público, na Universidade Estadual do Rio de Janeiro. Embora a academia seja um campo onde deve exi…

INFIDELIDADE ELEITOREIRA

Imagem
Por Dartagnan da Silva Zanela
- - - - - - - - - - + - - - - - - - - - -
Me diga uma coisa! Só uminha. Se sua esposa ocultasse de você todas as correspondências que chegassem até a porta de sua casa, se ela escondesse a fatura de seu cartão de credito e, sistematicamente, lhe apresenta-se uma justificativa, no mínimo, duvidosa para os gastos além do orçamento, o que você faria? Continuaria amando-a incondicionalmente? Entendo.
Alias, me permita outra perguntinha inconveniente: se ela realiza-se uma triagem prévia em todos os contatos do seu celular e do seu perfil no facebook, um pente fino pra saber tudo, tudinho o que você conversa com seus amigos, o senhor continuaria devotando a ela, sua amada, uma irrevogável confiança? Entendo.
Só mais uma perguntinha! Aí eu paro. Se ela surta-se, pira-se o cabeção, toda vez que você tivesse a desfaçatez de questioná-la sobre essas atitudes, mesmo assim, continuaria crendo candidamente em sua sinceridade para contigo? Continuaria? Entendo também.
Po…

E AINDA QUEREM CAFUNÉ!

Por Percival Puggina.
Em sua página no Facebook, a senhora Jandira Feghali, deputada federal do PCdoB, divulgou nota a respeito dos "crimes de ódio" que estariam acontecendo contra os comunistas em nosso país. Fala em injúria, difamação e, claro, em fascismo.
 Ora, ora, dona Jandira. Cem milhões de cadáveres produzidos ao longo de um século por seguidores de seus ideais lhe parecem insuficientes para justificar rejeição moral às suas ideias e práticas políticas? Pois, então, lhe acrescento mais algumas. Em nossas escolas, militantes dessas mesmas ideias doutrinam nossas crianças. Sucessivas gestões do ministério da Educação e de órgãos estaduais e municipais de Educação divulgam material didático com igual conteúdo. Órgãos oficiais dedicados à "cultura" nacional raramente cuidam de outra coisa ou destinam recursos para quem diverge da sua ideologia. Em concursos públicos, muitas respostas "certas" correspondem a seu modo de ver as coisas. O dinheiro do c…

Reinaldo Azevedo sobre Petrobras: “Privatiza presidente!”

DIRETO DO MUNDO DA LUA – PARTE XIII

Imagem
Por Dartagnan da Silva Zanela
- - - - - - - - - - + - - - - - - - - - -
[i] Não é que os comunistas mente, não é isso. Para um comuna tudo é relativo. Tudinho. Desde as excelsas verdades até o seu pífio caráter.
[ii] Todos de vez em quando mentem. Todos. Porém, há uma tigrada que não consegue viver sem mentir. É incrível! Mente tanto que, para eles, mentir é como respirar. Não dá pra parar. Passam mal se pararem.
[iii] Estive lendo, faz pouco, uma coletânea de cartas escritas no front por soldados. Essa obra (Cartas do Front – relatos emocionantes da vida na guerra), organizado por Andrew Carroll, reúne missivas escritas por homens de armas de diversas nacionalidades que lutara em diferentes conflitos.
A sinceridade, o teor de humanidade em cada linha, é de arrepiar. Há passagens em que as lágrimas, confesso, ultrapassam vigorosamente as trincheiras da visão e invadem as inimigas linhas faciais.
Esse livro deveria ser lido por todos, principalmente pelos espíritos de porco que não tem o m…

DIRETO DO MUNDO DA LUA – PARTE XII

Imagem
Por Dartagnan da Silva Zanela
- - - - - - - - - - + - - - - - - - - - -
[I] A matilha de caninos vermelhos sabe morder o povo como ninguém, porém, convenientemente, não sabe ouvi-lo.
Os cidadãos que estavam nas galerias do Congresso gritaram, com clareza, para os legisladores comunas: "vá pra Cuba! Vá pra Cuba!"
Eles, por sua deixa, fazendo-se de sonsos e de vítimas, disseram, indignados: "vagabunda não!"
Por isso, pra facilitar as coisas, resolveram meter bronca dando uma palhinha do que nos espera daqui pra frente. Eles fizeram raiar no horizonte do Planalto um pouco do tirano sol Caribenho.
Enfim, a tirania mostrou a sua cara, sem máscara, nessa terra onde as sementes frias do totalitarismo rubro já começa a dar os seus primeiros pútridos frutos.
[II] Tudo é permitido desde que seja para o bem do partido. Seja lícito ou não; moral, imoral ou mesmo amoral, pouco importam quais sejam os meios empregados para a realização daquilo que é apregoado pelo partido como sendo …

DIRETO DO MUNDO DA LUA – PARTE XI

Imagem
Por Dartagnan da Silva Zanela
- - - - - - - - - - + - - - - - - - - - -
[I] O ministro Gilmar Mendes, sem querer querendo, deu uma contribuição impar para a filosofia política quando apresentou, numa entrevista recente, um novo tipo ideal, ou quem sabe um conceito operacional mesmo, para analisarmos as peculiaridades reinantes na vida pública dessa terra de desterrados. Resumindo o entrevero, não somos uma democracia e estamos muito além duma oclocracia. O Brasil é uma singular cleptocaria onde impera a falta de vergonha na cara que regulamenta cinicamente o despudor frente a república de alto a baixo, desde os mais retirados rincões até os mais apinhados centrões. Pois é, ninguém segura esse gigante.
[II] Todos se lembram daquela música dos Titãs onde canta-se que a solução seria alugar o problema? Pois é, abandone. E abandone por duas razões: quem vai querer alugar o Brasil? Segundo: eles, os Titãs, cantavam euforicamente “nós não vamos pagar nada...” Não vamos pagar nada? Ninguém ma…

“O cristianismo é uma invenção de cérebros doentes”

Por Francisco Escorsim
Terrível, mas já não surpreende. Deu nos jornais: foram recolhidas cartilhas que seriam homofóbicas e foram distribuídas aos professores da rede estadual de ensino do Rio de Janeiro. Segundo a denúncia feita pelo grupo de pesquisa Ilè Obà Òyó, do programa de pós-graduação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, e acatada pelo Ministério Público carioca e pela Secretaria de Estado da Educação, a cartilha intitulada Chaves para a Bioética conteria “conteúdo discriminatório (homofóbico e machista)”. Terrível, não?
Versões da cartilha estão disponíveis na internet, em várias línguas. Fui lê-las, não resisti. Encontrei a versão portuguesa, que dizem ser quase idêntica à brasileira, salvo a parte sobre teorias de gênero, que foi acrescentada e pode ser lida na versão americana. Foi organizada pela Fundação Jerôme Lejeune, sendo que 2 milhões de exemplares foram distribuídos no Brasil durante a Jornada Mundial da Juventude de 2013, no Rio. Tem cerca de 80 páginas…

Por que a Suíça tem a menor taxa de criminalidade do mundo?