Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2014

[áudio] É AÍ QUE A COISA FEDE

[áudio] ESTUDAR É PRECISO

VOEGELIN, Eric. A nova ciência da política. [pdf]

[áudio] OS PEQUENOS SACRIFÍCIOS

UM JOGO BRUTO

Escrevinhação n. 1099, redigida no dia 24 de fevereiro de 2014, dia de São Luis Versiglia, de São Calisto Caravário e de São Sebastião de Aparício.
Por Dartagnan da Silva Zanela

Quando volvemos nossos olhos para os acontecimentos atuais, dum modo geral, ficamos perplexos, haja vista que a impressão que nos invade as vistas é de que deu a louca na história. Porém, essa imagem não é o fio estruturante dos fatos. Apenas é uma parte integrante da conjuntura presente.
Tais acontecimentos, como as manifestações, invasões de edifícios públicos, campanhas de difamação, etc., não são ocorrências isoladas. Em alguns casos até são independentes, porém, todas motivadas por elementos que são capitalizados por uma “diretriz” que os transcende.
Ou seja, quando se afirma que há uma linha de ação subjacente aos acontecimentos atuais não se está afirmando que há um plano conspiratório milimetricamente traçado sendo realizado por mestres ocultos. Afirma-se sim que a elite esquerdista tem uma agente de pod…

ARON, Raymond - El Opio de Los Intelectuales. [pdf]

TRÊS PONTOS E UM PUNHADO DE PALAVRAS

Escrevinhação n. 1098, redigida entre os dias 18 de fevereiro de 2014, dia de Santa Bernadete Soubirous, do Beato João de Fiésole (Fra Angélico) e de São Teotónio, e 24 de fevereiro de 2014, dia de São Sérgio e São Lázaro.
Por Dartagnan da Silva Zanela

1.  Numa bela passagem duma de suas homilias, Bento XVI, nos convida para refletirmos sobre nossa condição humana diante de Deus. Diz-nos ele que: “[...] penso que a esmagadora maioria dos homens tem o mesmo conceito de vida do filho pródigo. Ele pediu a parte de patrimônio que lhe cabia, e agora sentia-se livre, queria finalmente viver já sem o peso dos afazeres de casa, queria simplesmente viver. Receber da vida tudo o que ela pode oferecer. Gozá-la plenamente, viver, só viver, beber na abundância da vida e nada perder daquilo que de precioso ela pode oferecer. No final, acabou por se tornar guardião de porcos e chegou mesmo a invejar aqueles animais tão vazia se tinha tornado esta sua vida, tão inútil! E vã revelava-se inclusive a su…

[áudio] PARA OUVIR

Os lados da história

Por Percival Puggina
Há poucos dias, em Petrópolis/RJ, com a presença da ministra dos Direitos Humanos, realizou-se evento para assinalar a desapropriação de um prédio identificado como centro de tortura. No final da cerimônia, um coral cantou - adivinhe o quê? nosso Hino Nacional? - não, o hino da Internacional Comunista, peça musical de fervor revolucionário que chegou a ser hino oficial da URSS durante décadas. Cumprindo a tradição, a performance foi acompanhada e aplaudida por uma plateia de punhos cerrados e erguidos. Ninguém desafinou. Nem vaiou.
Dizer-se democrata e cantar o hino de uma ditadura comunista é desinformar. A propósito, nenhum dos três livros que acabo de importar chamou a atenção das editoras nacionais, apesar de sua cronométrica e milimétrica aproximação à atualidade brasileira, inclusive com o ocorrido em Petrópolis. São eles: Disinformation, que trata das técnicas para construir imagens e versões, e solapar as liberdades; The Killing of History, a propósito de…

[áudio] [DES]EDUCANDO

[áudio] CIROPÉDIA - UMA PASSAGEM

MARÍAS, Julián. Introducción a la Filosofía.

Olavo de Carvalho conversa com Denise Abreu

PROTESTOS, SANGUE E OCLOCRACIA

Redigida no dia 17 de fevereiro de 2014, dia do Beato Lucas Belludi e dos Santos Fundadores da Ordem dos Servitas, século XIV.

Por Dartagnan da Silva Zanela                 E eis que a nova forma estética de manifestação contra o sistema fez a sua primeira vítima, o cinegrafista Santiago Ilídio Andrade da Band, cuja vida foi ceifada pelas mãos de duas marionetes úteis que, como muitas outras que estão por aí, acreditam estar lutando por algo melhor, sem saber ao certo o que será esse algo.
                Essas manifestações estéticas contra o sistema foram largamente justificadas, e teorizadas, por uma chusma significativa de intelectuais, e demais hostes de [de]formadores de opinião, que elogiavam, e elogiam, entusiasticamente tais práticas como uma nova linguagem que expressava-se através de gestos de violência simbólica contra as instituições que representam a ordem vigente. E, como era sabido por todos, mesmo que negado, cedo ou tarde iria dar no que deu: óbito dum inocente segu…

DIÁRIO ANTI-SOCIAL

Escrevinhação n. 1096, redigida entre os dias 14 de fevereiro de 2014, dia de São Cirilo e São Metódio, e 17 de fevereiro de 2014, dia do Beato Lucas Belludi e dos Santos Fundadores da Ordem dos Servitas.
Por Dartagnan da Silva Zanela

1.  Uma hora de estudos equivale à uma hora de oração. Assim nos ensina São Josémaria Escrivá. Estudar, orar e trabalhar são recomendações a muito dadas por São Bento. Ambas são indispensáveis a todos e não adiante fazer beicinho.
A sociedade contemporânea oferece a todos nós, diuturnamente, inúmeras ocasiões de ócio devidamente preenchido com toda ordem de futilidades. A variedade é imensa e os convites para entregarmo-nos a elas são por demais tentadores.
Por isso mesmo, orar, laborar e estudar não é apenas uma via para nos auto-disciplinar. Mais que isso, tal regra é um escudo de defesa contras as insídias vulgares que nos são atiradas pela grande mídia e pelos círculos de convivência.
E, enfim, uma hora de estudo diário, recolhido no silêncio de nosso i…

MARÍAS, Julián. ANTROPOLOGÍA METAFÍSICA.

[áudio] OS MENOS HUMANOS

PT não gosta do Judiciário independente

Por Marco Antonio Villa
O Partido dos Trabalhadores, que teve suas lideranças históricas condenadas no processo do mensalão, é incansável. Quer porque quer desmoralizar o Supremo Tribunal Federal. O PT não gosta do Judiciário independente. O partido fez de tudo para dificultar o andamento da Ação Penal 470. Pressionou ministros e insinuou até chantagem. Depois desqualificou as condenações. E transformou as prisões em espetáculo de “resistência”. Em seguida, forjou convites fantasiosos de trabalho desacreditando os postulados do regime semiaberto. Deu — para o bem da democracia — tudo errado.
O alvo seguinte foi o presidente do STF, o ministro Joaquim Barbosa. É o mais odiado pelos marginais do poder, feliz expressão do ministro Celso de Mello. Desde 2012 sofre ataque cerrado dos petistas e dos seus aliados, dos blogs sujos que infestam a internet — e que são financiados com dinheiro público. É injuriado e caluniado sistematicamente pelo Ministério da Verdade petista.
Recentemente, Ba…

[áudio] Observatório Latino – Venezuela

[áudio] ALIENAÇÃO

[áudio] NO SILÊNCIO DA CONSCIÊNCIA

Se Dilma não fosse Dilma

Por Percival Puggina
Ao se desligar do programa "Mais Médicos", a doutora Ramona Matos Rodriguez abriu a caixa de Pandora desse suspeitíssimo convênio firmado entre o governo brasileiro e a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) para locação de médicos cubanos.   
Ramona exibiu à imprensa cópia do seu contrato com uma certa sociedade anônima "Comercializadora de Serviços Médicos" e informou que dos 10 mil reais por cabeça, pagos pelo Brasil, ela só recebia o equivalente a mil reais no câmbio atual. Ou seja, confirmou ganhar apenas aqueles 10% que eu, desde o início das tratativas para vinda dos médicos, afirmei que constituíam o padrão para contratos desse tipo na Castro & Castro Ltda. - antigamente conhecida como ilha de Cuba - empresa familiar com sede e foro na cidade de Havana. E ainda há quem ouse se referir a tais negociatas como evidências da "admirável solidariedade" da Cuba comunista para com os necessitados do mundo. Vê se eu posso! Em t…

[áudio] O DETALHE QUE FAZ A DIFERENÇA

[áudio] A PREGUIÇA ME MATA

AS ATROCIDADES DO BOM-MOCISMO

Escrevinhação n. 1095, redigida no dia 10 de fevereiro de 2014, dia de Santa Escolástica.
Por Dartagnan da Silva Zanela

Quando moleque, lá por volta dos idos de mil novecentos e bolinha, houve um crime bárbaro na cidade onde eu morava. Um homem matou sua mãe a machadadas para ficar com a casa da velhinha. Ele foi preso e recebeu uma tunda na base de coronhadas. Toda a cidade soube do assassinato pela rádio local e da surra pelas fotos, tiradas a pedido do delegado, que eram apresentadas para todo transeunte que solicitasse ao fotógrafo.
Na época, meus pais contaram-me o fato e, se fosse de minha vontade, poderia ver os tais retratos. Bastava ir ao estúdio fotográfico. Fui. É óbvio que não era algo bonito de se ver, mas era muitíssimo menos abjeto que matar a própria mãe a machadadas.
Hoje temos o caso do rapaz que foi despido e preso com um cadeado de bicicleta em um poste por um grupo de vigilantes. Também não é algo bonito pra se ver. Entretanto, o que esse rapaz fez para atrair a cól…

Observatório Latino - Jair Bolsonaro com Graça Salgueiro

A luta de classes no Brasil

Por Olavo de Carvalho
A luta de classes, no Brasil, não é entre operários e patrões. É entre o Lumpenproletariat que Marx abominava e a maioria da população, especialmente a classe média, aí incluída uma boa parcela do operariado, se não ele todo.
Cada uma dessas facções tem seus aliados permanentes. A primeira tem, acima de tudo, o governo e os partidos de esquerda que o dominam. Aí mesclados, vêm logo os intelectuais acadêmicos e os estudantes universitários. Destes últimos, cinqüenta por cento, segundo um cálculo otimista (v. http://blog.portalexamedeordem.com.br/blog/2012/11/pesquisador-conclui-que-mais-de-50-dos-universitarios-sao-analfabetos-funcionais/), são analfabetos funcionais. Excluídos irremediavelmente da alta cultura, e não tendo a menor idéia de que são vítimas de si mesmos, encontram no ódio projetivo à sociedade o alívio de uma culpa recalcada no mais fundo do seu inconsciente. Sentem por isso uma afinidade instintiva com os bandidos, drogados, narcotraficantes, pro…

[áudio] O PAI DA DEMOCRACIA

ORAÇÃO DE SANTA ESCOLÁSTICA

Ó Deus, Pai de misericórdia, Santa Escolástica mostrou que nossa missão é servir, é carregar os fardos uns dos outros, é promover a harmonia e a paz entre todos os homens. Dá-nos compreender em profundidade esses teus desígnios, para que nos aproximemos de Ti, para que Te reconheçamos nos irmãos e para que Te louvemos e bendigamos sem cessar. Amém.

ADLER, Mortimer. A PROPOSTA PAIDÉIA.

PEQUENAS NOTAS

Escrevinhação n. 1094, redigida no dia 07 de fevereiro de 2014, dia da Beata Eugénia Smet e da Beata Rosália Rendu.
Por Dartagnan da Silva Zanela

1.  Com facilidade admiramos, e mesmo cobiçamos, as glórias que tomam um lugar de destaque na sociedade, haja vista que a vã glória carcome o nosso coração diuturnamente. Todavia, as desejamos sem querer os inevitáveis e amargos sacrifícios.
Na maioria das vezes, somos incapazes de abrir mão de nós mesmos o que nos impossibilita de realizar qualquer sacrifício em nome de algo.
Por isso que, como nos ensina o Papa Emérito Bento XVI, a perseverança na prática de pequenas renúncias nos fortalece, habilitando-nos a realizar grandes sacrifícios, se necessário for. E, se não for, estaremos, certamente, nos elevando em dignidade e verdade. Por isso perseveremos nas pequenas renúncias cotidianas.
2.  Incrível! Simplesmente é incrível como as pessoas que mais se esforçam em fazer pose de boazinhas são aquelas que emitem as condenações mais cruéis atrav…

[áudio] CANALHAS

O Grande Desafio

Educar não é domesticar [uma entrevista com Bruno Tolentino]

Poeta e professor, o carioca Bruno Lúcio de Carvalho Tolentino voltou ao Brasil em 1993 após uma temporada de quase 30 anos na Europa. Na bagagem, trouxe, além do reconhecimento de autores como W. H. Auden e Saint-John Perse, a experiência de lecionar por mais de dez anos em universidades britânicas (Oxford, Bristol e Essex) e a vivência de alfabetizar detentos e organizar oficinas literárias na penitenciária de Dartmoor, onde ficou preso 22 meses por tráfico de drogas. Dirigiu, ainda, a Oxford Poetry Now, a editora de poesia da Universidade de Oxford. Aqui, ganhou o Prêmio Cruz e Sousa 1996 com A Balada do Cárcere, o Abgar Renault 1997, o Senador José Emírio de Moraes 2003, concedido pela Academia Brasileira de Letras, e dois Jabutis: em 1995, com As Horas de Katharina, e em 2002, com O Mundo como Idéia. Ganhou, ainda, o reconhecimento público de vários intelectuais, entre eles Miguel Reale, Antônio Houaiss, João Cabral de Melo Neto, Ferreira Gullar, Olavo de Carvalho e José Guilher…

DOCUMENTÁRIO - CARO FRANCIS

[áudio] MESQUINHEZ

DURANT, Will. A HISTÓRIA DA FILOSOFIA. [pdf]

[áudio] ESSE É O REMÉDIO

DUAS REFLEXÕES NOVELESCAS

Escrevinhação n. 1093, redigida no dia 04 de janeiro de 2014, dia de São João de Brito.
Por Dartagnan da Silva Zanela

Uma telenovela de sucesso sempre vem junto com os círculos de trololó. Círculos esses que tomam como ponto de prosa as bandeiras politicamente-corretas que são indiscretamente propagandeadas em seus capítulos. Bandeiras que são estrategicamente apresentadas no folhetim televisivo, diga-se de passagem.
Por isso, vale lembrar que toda ação, antes de ser desencadeada, deve estar presente no imaginário social para os indivíduos poderem concebê-lo como possível. E esse é o papel das telenovelas na transmutação da sociedade brasileira.
Dito isso, partamos para o ponto que gostaria de rascunhar nessas linhas: a personagem Félix da telenovela Amor a Vida. Sujeitinho interessante ele. Jogou a sobrinha no lixo quando recém nascida para garantir a sua herança e mais tarde mandou seqüestrar a mesma infante. Corrupto. Internou a irmã num manicômio para poder garantir o seu tão deseja…

[áudio] DIPLOMAS E MAIS DIPLOMAS

NOTAS SOBRE EDUCAÇÃO

Escrevinhação n. 1092, redigida no dia 03 de fevereiro de 2014, dia de São Bras.
Por Dartagnan da Silva Zanela
1.  Lemos na Ciropédia, de Xenofonte, uma passagem digna de partilha. Nestas páginas, entre outras coisas, é-nos narrado que Ciro, que quando adulto passou a ser conhecido como “o grande”, em seus tempos infantis dedicar-se especialmente nas atividades em que ele não era exímio, atividades em que ele sentia-se realmente fraco.
Xenofonte conta-nos também que quando Ciro era derrotado numa competição ou ficava muito aquém do mínimo esperado dum garoto de sua idade, ele ria de si, de sua derrota, e não hesitava em tentar uma segunda, terceira, quantas vezes fosse necessário para poder superar as suas dificuldades e limitações.
Perseverança, superação, fortalecimento da vontade e, acima de tudo, bom humor perante as quedas e derrotas impostas pelas circunstâncias da vida. Eis aí algumas lições simples que todo estudante, adulto ou infante, deve ter em vista para fazer de seus estud…

[áudio] APENAS UM BOM HOMEM

ORAÇÃO A STA. TERESA BENEDITA DA CRUZ (STA. EDITH STEIN)

Senhor, Deus de nossos pais,
Tu conduziste a Santa Teresa Benedita
à plenitude da ciência da Cruz
ao momento de seu martírio.
Enche-nos com o mesmo conhecimento;
e, por sua intercessão,
permite-nos sempre seguir em busca de ti,
que és a suprema Verdade,
e permanecer fiéis até a morte
à aliança de amor ratificada pelo sangue de teu Filho
pela salvação de todos os homens e mulheres.
Te pedimos por nosso Senhor,
Amém.

PLATÃO. AS LEIS

Hangout com Olavo de Carvalho, Lobão e Rodrigo Constantino