Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2012

CELEBRAÇÃO DA PRIMEIRA SANTA MISSA NO BRASIL

Imagem

A FERIDA QUE NÃO CICATRIZA

Escrevinhação n. 943, redigido em 24 de abril de 2012, dia de São Fidelis de Sigmaringen, de São Bento Menni, de Santa Maria Eufrásia Pelletiere da Bem-aventurada Maria Isabel Hesselblad.
Por Dartagnan da Silva Zanela

A unidade de medida utilizada pelo brasileiro médio, em regra, são as parvas dimensões de sua visão umbilical. Infelizmente, essa é uma realidade tangível a todo aquele que não desistiu de enxergar o mundo a sua volta com os próprios olhos.
Nesta semana, sem querer querendo, acabei por ouvir uma rasteira conversa, onde um dos interlocutores, com todo aquele ar de sapiência fingida, afirmava olimpicamente que os pais de uma criança anencéfalas a criavam, amorosamente, por egoismo e ponto final. Isso mesmo! O amor abnegado e comovente do casal Schmitz, segundo este biltre, seria uma clara demonstração de egoismo. Provavelmente, não ocorreu a esta mente iluminada que o egoísta poderia ser ele que não apenas deseja impôr a sua visão “antropológica” a toda humanidade, visão es…

...vale mais que mil palavras

Imagem

Uma menina anencéfala contra mentirosos sem escrúpulos

Antes de qualquer coisa, acesso o site: http://amadavitoriadecristo.blogspot.com.br
Feito isso, leia o texto que segue abaixo:
Escrito por Joana Schmitz

Gostaria de alertar nossos leitores que o site G1 publicou uma notícia sobre a Vitória com várias informações equivocadas e em meu entendimento extremamente tendenciosa e preconceituosa.
Primeiramente, tenho sempre deixado claro que o diagnóstico pré-natal da Vitória foi de acrania, com prognóstico de anencefalia. Ela recebeu a confirmação do diagnóstico de anencefalia ao nascer, e não durante a gestação. Outra informação errada no texto é que ela nasceu com couro cabeludo, o que não ocorreu. Ela nasceu sem calota craniana e sem couro cabeludo e necessitava de um curativo oclusivo da região cefálica. Ela hoje tem couro cabeludo devido a uma cirurgia reparadora feita aos 4 meses de vida extra-uterina (tudo isso está informado aqui no blog, era só terem checado antes de publicar a matéria).
Outro fato grotesco da reportagem é criar uma …

Viva Paulo Freire!

Por Olavo de Carvalho

Vocês conhecem alguém que tenha sido alfabetizado pelo método Paulo Freire? Alguma dessas raras criaturas, se é que existem, chegou a demonstrar competência em qualquer área de atividade técnica, científica, artística ou humanística? Nem precisam responder. Todo mundo já sabe que, pelo critério de “pelos frutos os conhecereis”, o célebre Paulo Freire é um ilustre desconhecido.
As técnicas que ele inventou foram aplicadas no Brasil, no Chile, na Guiné-Bissau, em Porto Rico e outros lugares. Não produziram nenhuma redução das taxas de analfabetismo em parte alguma.
Produziram, no entanto, um florescimento espetacular de louvores em todos os partidos e movimentos comunistas do mundo. O homem foi celebrado como gênio, santo e profeta.
Isso foi no começo. A passagem das décadas trouxe, a despeito de todos os amortecedores publicitários, corporativos e partidários, o choque de realidade. Eis algumas das conclusões a que chegaram, por experiência, os colaboradores e adm…

NÃO TEM PREÇO

Imagem

ABORTAR NÃO É A QUESTÃO

Escrevinhação n. 942, redigido em 16 de abril de 2012, dia de Santa Bernadete de Soubirous e de São Bento José Labre.
Por Dartagnan da Silva Zanela

O que caracteriza, fundamentalmente, o ser humano? Sim, essa é uma questão de antropologia filosófica cuja resposta necessariamente pode colocar nossa visão no foco apropriado para compreendermos o destino de nosso caminhar por esse vale de lágrimas ou, definitivamente, turvar nossa vista e reduzir nosso entendimento a um nível bestial.
Dito isso, creio que antes de responder-se, definitivamente, o que o ser humano é em sua essência, deve-se procurar coletar notas do que é natural ao ser humano e, também, do que é tido como infra-humano e que, mesmo assim, faz-se presente entre nós e, muitas das vezes, em nós.
Sim, isso mesmo! É um péssimo hábito cognitivo presente nestes plúmbeos tempos hodiernos, raciocinar sempre a partir de definições rasas, de esteriótipos ocos, sem nunca sequer procurar referi-los a uma experiência concreta. Resumindo: c…

Virtudes nacionais

Por Olavo de Carvalho Diário do Comércio, 3 de abril de 2012.
Platão já observava que a degradação moral da sociedade não chega ao seu ponto mais abjeto quando as virtudes desapareceram do cenário público, mas quando a própria capacidade de concebê-las se extinguiu nas almas da geração mais nova. Trezentos jovens insultando duas dúzias de octogenários – eis a imagem daquilo que, no Brasil de hoje, se considera umjavascript:void(0) exemplo de coragem cívica. É possível descer ainda mais baixo? É. Nenhum dos agressores se lembrou sequer de perguntar se algum daqueles velhos, a quem cobriam de cusparadas, xingamentos e ameaças, esteve pessoalmente envolvido nos episódios de tortura que lhes eram ali imputados, ou se o único crime deles não consistia em puro delito de opinião. Que eu saiba, nenhuma acusação de tortura pesa ou pesou jamais contra aqueles oficiais atacados na porta do Clube Militar. O único acusado, o Cel. Brilhante Ustra, não estava presente e foi queimado em efígie. Os outr…

Comentários Radiofônicos de 09 a 13 de abril de 2012

Comentários realizados por Dartagnan da Silva Zanela para o programa CONVERSA AO PÉ DO RÁDIO, transmitido pela rádio Cultura AM/FM de Guarapuava.

Narcisismo no "Face"

Por Luiz Felipe Pondé
Cuidado! Quem tem muitos amigos no "Face" pode ter uma personalidade narcísica. Personalidade narcísica não é alguém que se ama muito, é alguém muito carente.
Faço parte do que o jornal britânico The Guardian chama de social media sceptics (céticos em relação às mídias sociais) em um artigo dedicado a pesquisas sobre o lado "sombrio" do Facebook (22/3/2012).
Ser um social media sceptic significa não crer nas maravilhas das mídias sociais. Elas não mudam o mundo. Aliás, nem acredito na "história", sou daqueles que suspeitam que a humanidade anda em círculos, somando avanços técnicos que respondem aos pavores míticos atávicos: morte, sofrimento, solidão, insegurança, fome, sexo. Fazemos o que podemos diante da opacidade do mundo e do tempo. [continue lendo]

ENTRE GOLPES, CONTRAGOLPES E REVOLUÇÕES

Escrevinhação n. 941, redigido em 10 de abril de 2012, dia de Santa Madalena de Canossa e de São Macário da Antioquia.
Por Dartagnan da Silva Zanela

Para não dizerem que eu não falei da ditabranda, digo, dos “anos de chumbo”, cá estou. Não sou entusiasta da República Militar (1964 – 1985) do mesmo modo que não os condeno. Porém, creio que já estou bem crescidinho para avaliar a história recente sem ser contagiado por torpores ideológicos.
Dito isso, vamos direto ao ponto. Durante os anos 60 da centúria passada, em especial nos idos de 1963, no Brasil, todos conspiravam. Pequenos e grandes grupos; militares e civis; udenistas, petebistas e comunistas; operários e camponeses. Trocando por dorso, até no sítio do pica-pau amarelo havia conspiração. Assim nos atestam o historiador marxista Leoncio Basbaum e o Gen. Ernesto Geisel.
Havia uma grande instabilidade política imperando em nosso país. Isso é inegável. Outro fato visível a qualquer um que utilize os olhos da face para enxergar é a atua…

Comentários Radiofônicos de 02 à 05 de abril de 2012

Comentário realizado por Dartagnan da Silva Zanela para o programa CONVERSA AO PÉ DO RÁDIO, transmitido pela rádio Cultura AM/FM de Guarapuava.

O TEMPO E SUA LITURGIA

Escrevinhação n. 940, redigido em 03 de abril de 2012, dia de São Luís Scrosoppi, de São Ricardo Bachedine e de São Xisto I.
Por Dartagnan da Silva Zanela
Eis que está por findar o tempo quaresmal. Tempo de meditação, de reflexão e, acima de tudo, de conversão. Aliás, é com grande sabedoria que a Santa Madre Igreja organiza o calendário litúrgico para que, no correr dos abençoados dias de um ano meditemos, à luz dos Ensinamentos de Nosso Senhor, sobre o nosso lugar dentro da História Sagrada e, principalmente, sobre a forma como estamos escrevendo a história da salvação de nossa alma.
Sim, o calendário litúrgico, bem como a liturgia diária, não é reles acessório secundário à prática religiosa. Muito pelo contrário! É um meio eficaz para a nossa dignificação, para o nosso crescimento e o desdém que muitas das vezes emana de nossa parte frente a essa realidade muito bem retrata o quão parva é a nossa fé, o quão pífia são as palavras ditas por nossos lábios quando nos declaramos Cristãos Ca…

Comentário Radiofônico de 30 de março de 2012

Comentário realizado por Dartagnan da Silva Zanela para o programa CONVERSA AO PÉ DO RÁDIO, transmitido pela rádio Cultura AM/FM de Guarapuava.

Onipresente e invisível

Por Olavo de Carvalho
Ao ouvir dizer que vive numa "democracia", o cidadão comum imagina que, malgrado algumas tramas urdidas pelos políticos por trás das cortinas, o esquema de poder que domina a sociedade coincide com a estrutura visível das instituições e, em última instância, pode ser controlado mediante a pressão do clamor público ou o exercício do voto.
Algum resíduo oculto, aqui e ali, será mais cedo ou mais tarde revelado pelos bravos jornalistas que destampam as latrinas e vasculham os esgotos, expondo os ladrões e conspiradores à luz do dia para que sofram as penas da lei. Não obstante falhas ocasionais, no conjunto o sistema, aerado pelos bons ventos da liberdade de imprensa, encarna os ideais iluministas da transparência e da racionalidade.
Lamento informar que há pelo menos vinte anos esse sistema cessou de existir. O poder dos governos sobre as populações civis já é praticamente incontrolável, reduzindo cada vez mais a um mero formalismo jurídico a diferença…