UM MENDIGO ORIGINAL


Por Dartagnan da Silva Zanela (*)

(i)
Com uma facilidade incomum as pessoas confundem fofoca e maledicência com reflexão e, pra disfarçar essa feiura, dão o nome para suas fofoquinhas de pensamento crítico.

(ii)
A voz maliciosa que diz ser o representante dos interesses do povo, que afirma ser o mais cândido representante dos interesses de todos, é uma alma tão vil quanto o mais inescrupuloso dos meliantes.

(iii)
Se seu pensamento é todo permeado por estereótipos e rótulos infames e difamantes, você pode até chamar essa patacoada de “consciência crítica”, mas isso, sem nada por ou tirar, não passa da mais pura idiotia politicamente correta.

E não adianta fazer uma assembleia e redigir uma ata pra dizer o contrário, porque tal gesto apenas confirmará aquilo que tonta e “criticamente” você tenta negar com mais uma mostra cavalar de alienação, cultivada no mais puro espírito de rebanho, afogado naquela auto bajulação vil fruto daquela ignorância presunçosa que você tanto ama - criticamente, é claro.


(*) Professor, cronista e bebedor de café.

Comentários