APENAS UM CIDADÃO SEM TÍTULO DE ELEITOR


Por Dartagnan da Silva Zanela (*)

(1)
Lembre-se de que o choro é livre, mas que o riso também o é. Por isso ria, ria muito, ria porque mimimi não é uma atitude digna de respeito em lugar nenhum a não ser na cabeça dos mimizentos politicamente corretos. De mais a mais, também vale lembrar que, como dizia Ariano Suassuna, que quem gosta de tristeza é o diabo.

(2)
A zoeira é livre, porém, não queira zoar com tudo e com todos sem estar disposto a aceitar com bom humor a zoação alheia feita contra a sua pessoinha. Isso mesmo! Nada desse trelelê de fazer beicinho e de dissimular a dignidade ferida. Nada disso. Isso é muito, muito feio.

(3)
Exibir um diploma como prova de cultura superior, ou dalgo similar, apenas atesta que aquele que se entrega ao desfrute desse tipo de ostentação não possui em sua alma nada que tenha de fato algum valor.

(4)
Não somos nossos diplomas, certificados e currículo, como também não somos aquilo que temos e ostentamos. Somos simplesmente aquilo que fazemos amorosamente, independente dos nossos diplomas, certificados e títulos.

(5)
Toda vez que uma “otoridade” sugere uma questão para reflexão em matéria de educação é bom preparar um baita rolo de papel higiênico. Ele, o PH, será mais que necessário.


(*) Professor, cronista e bebedor de café.

Comentários