QUASE POESIA, n. 93

Sou franco em lhe dizer meu compadre
Que a cada dia que passa mais me cansa
Ter de ouvir aquele falatório de araque
Regurgitado pelas almas soberbamente tansas

Empapuçadas com sua vil cultura de almanaque.

Comentários