QUASE POESIA, n. 91


Quando debaixo vem a provocação
Grita-se por considera-la um insulto
Quando decima vem a azucrinação
Berra-se por encará-la como abuso.

Comentários