Postagens

QUASE POESIA, n. 83

SEM CONFIDÊNCIAS INCONFIDENTES

QUASE POESIA, N. 82

MULTICULTURALISMO E OUTRAS PATACOADAS

COISINHAS SONSAS DA MODERNIDADE

O MAIS PURO XUCRISMO

BEM LONGE DA CIDADE DAS ESMERALDAS

TIRANDO A CASQUINHA DA FERIDA

PIOR QUE UM BERNE NO LOMBO

TEDIOSAMENTE TEDIOSO

A PALAVRA CÃO NÃO MORDE

ENTRE PONTES E MATA-BURROS

UMA CASA MUITO ENGRAÇADA

É NÓIS MERMO MANO VEIO

ABRA OS OLHOS NAVEGANTE

QUASE POESIA – n. 81

ENTRE GRANDES QUEDAS E PEQUENAS VITÓRIAS