RASCUNHOS E RABISCOS

Por Dartagnan da Silva Zanela (*)

UM ÚNICO PESO SEM MEDIDA
A turminha que se empolga facilmente com os ideais socialistas e demais tranqueira vermelhas, antes de cerrar os dentes e fazer carinha de indignado com Deus e com todo mundo, deveriam [penso eu], antes de qualquer coisa, levar uma coisinha em consideração: no mundo capitalistas todos lutam por uma fatia do bolo produzido pelo mercado; no mundo socialista todos lutam por uma migalha do pão confiscado pelo Estado. Bem, em qual das duas realidades um indivíduo – despojado de contatos com pessoas influentes, sem apadrinhamentos e totalmente desprovido de ligações com facções políticas - teria melhores chances de ter uma vida razoável e digna sem ficar devendo favores e obrigações para uma camarilha de caciques? Pois é.

CRITICAMENTE TOSCO
O problema dos inteligentinhos é que eles não estão francamente interessados em conhecer a verdade, principalmente se ela vier a machucar o ego podre de mimado deles. O que eles realmente querem é ouvir uma pessoa maliciosa apresentar uma explicação amornada, fingida e, como eles dizem, equilibrada, para que possam dissimular superioridade e se sentir acima do bem e do mal em suas conversas criticamente ocas e politicamente corretíssimas.

(*) Professor, cronista e bebedor de café.

Comentários