QUASE POESIA – n. 51 (05/I/2017)


Quando o dia deserta ao longe no horizonte
Ele consigo traz a chama viva da esperança
Que com suas labaredas ardentes inflama
O ânimo nas abatidas e marcadas frontes.

Comentários