QUASE POESIA – n. 44 (01/I/2017)

Para Maria Santíssima são poucas todas as honras.
Também, todas as virtudes o são, hoje e sempre.
E o são porque a salvação veio através dela, sem pompa,
Por meio do fruto bendito de seu abençoado ventre
Que liberta nossa alma do pecado e ilumina o mundo.
Tudo isso através dum sim modesto e profundo.

Comentários