REFLEXÕES PRA LÁ DE INQUIETAS – parte II

Por Dartagnan da Silva Zanela (*)

É SIMPLES ASSIM
De pretensiosos é feito o mundo, de pretensões nossa vida é feita e, em regra, a grande maioria dessas pretensiosas tranqueiras são ocas e vazias. Como são! E, por ignorarmos que tudo o que está sob o vigilante olhar do astro rei é passageiro, por desdenharmos que tudo o que é tocado pelo véu dos nossos olhos acaba sendo maculado por nossa vaidade, as tranqueiras pretensiosas vão se avolumando e se acumulando no mundo, em nossa vida e, principalmente, na nossa alma. É isso; e é simples assim.

PAPÉIS SUJOS
Horas e mais horas trancafiados numa sala de aula podem até auferir a um aluno o tal do diploma, porém, essas horas de cárcere não irão garantir que o indivíduo estará liberto e protegido dos grilhões do famigerado analfabetismo funcional não. Na verdade, em muitíssimos casos, o diploma apenas atesta que o infeliz é um. E esse é o dado que primeiramente devemos reconhecer e encarar antes de falarmos um “a” que seja a respeito da dita cuja da educação. O primeiro.

É POR AÍ QUE SEGUE O ANDOR
No Brasil, em especial junta das instituições investidas de honorabilidade, tem-se o insalubre costume de brindar a ausência de dignidade e talento como se tal vácuo de personalidade fosse um áureo atestado de excelência.

A SIMPLICIDADE DO OLHAR
Tudo se torna mais simples diante da crueza dos fatos. Basta que tenhamos a coragem moral e intelectual para encará-los que tudo se torna clarividente. Porém, como na maioria das vezes nos portamos de maneira cobarde diante da realidade, tudo se torna imensamente complicado. Tudo.

(IN)FIDELIDADES PÚBLICAS E IMPUDICAS
Uns são fiéis a princípios e a preceitos. Esses são os grandes homens; e são poucos. Outros são fieis a pessoas sem escrúpulos. Esses são escravos; e são muitos. Porém, há aqueles que são fiéis a companheiros de gole e de boemia vulgar. Esses são canalhas sem a menor vergonha nas ventas; e não são poucos.


(*) Professor, cronista e bebedor de café.

Comentários