QUASE POESIA – n. 29 (20/XII/2016)

Aquele que se arroga conhecedor de tudo
Sem primeiro dedicar-se a algo aprender
Nada de relevante tem essa alma a dizer
Apesar de não calar-se nem por um minuto.

Comentários