QUASE POESIA – n. 20 (12/XII/2016)

Narciso ao ver seu lindo reflexo no espelho do lago
Apaixonou-se pela sedutora imagem que agrilhoou de vez.
E querendo tocar-se, tocando-a com um lascivo afago,
Afogou-se nas plácidas águas da vaidade do seu ser.

Comentários