ENTRE A ESPERANÇA E A REALIDADE BRASILEIRA

Por Dartagnan da Silva Zanela (*)

(1)
Temos que ser melhores do que o momento atual. Devemos nos tornar melhores do que éramos antes dos eventos que hoje tomam conta do Brasil.

(2)
Sou escravo de Maria, servo do fruto Bendito de seu santo ventre. Escravidão que me liberta dos grilhões das falsas promessas desse mundo.

(3)
Servindo à mãe de Deus, fazemos aquilo o Verbo divino encarnado disse que devemos fazer; agimos feito os servos nas bodas de Canaã.

(4)
A mais excelsa das criaturas é uma mãe; a mãe do Verbo divino encarnado. Por essa e outras o ventre materno é um santuário; o templo da vida.

(5)
Defender o aborto como se fosse um direito humano fundamental é querer diabolicamente garantir a profanação do santuário da vida.

(6)
Quando um abortista vê uma criancinha e resolve apertar apartar as suas bochechas dizendo que ela é uma gracinha, de fato, é sinistro de ver.

(7)
Depois dos últimos fatos só não entende que estamos sendo governados por cleptocratas psicopáticos quem não quer ver a nudez da realidade.

(8)
Quando alguém diz que fará o diabo pra realizar algo, entenda de uma vez que essa pessoa é capaz de tudo o que você é incapaz de imaginar.

(9)
Eu não sinto vergonha alheia. Sinto cólera diante da falta de vergonha que tomou conta de inúmeras almas hipócritas alheias.

(10)
Quando uma ideologia pérfida é colocada acima dos anseios da nação as instituições democráticas padecem e a justiça agoniza lentamente.

(*) professor e cronista.

Comentários