DE OLHO NO FERVO E NO FUTURO

Por Dartagnan da Silva Zanela (*)

(1)
Justificar uma canalhice com bons argumentos é similar a velha desculpa de mafioso que diz: “não é nada pessoal. São apenas negócios”.

(2)
Quando ouço o discurso de certos parlamentares é pra lamentar. Mais lastimável que isso são os elogios feitos pra essas biroscas.

(3)
Uma das coisas mais gratificantes em ser professor é acompanhar a transformação dum infante numa pessoa adulta, responsável e atuante.

(4)
Força; benefícios; inteligência. São meios pra exercer o poder. Como os articulamos determina a qualidade e a amplitude de nossas ações.

(5)
A democracia ensinou aos idiotas que eles são o poder, porém, não os ensinou a utilizarem-se. Logo, continuam sendo usados por quem sabe.

(6)
Raciocinando kantianamente de a priori em a priori, acabamos, a posteriori, por revogar a nossa inteligência.

(7)
Quem julga o presente à luz duma utopia futura, não entendeu nada do presente e não faz à menor ideia do que ocorrerá no futuro.

(8)
A arte existe para que as mentiras e as ideologias não nos devorem. Ela existe para nos revelar as faces da verdade.

(9)
Dilmistas dizem que a plenária será uma lavada. A oposição crê que a Comandanta está a um passo do precipício. Bem, a sorte está lançada.

(10)
Aliel, como vereador, era implacável com os abusos ao erário. Como deputado federal, um envergonhado garoto de recados da comandanta.

(11)
Você pode até se desfiliar do PC do B, PT e tutti quanti e posar de limpinho, mas se não renegar o marxismo, o PC não sai de você.

(12)
Pessoas deformadas moralmente que vivem cheias de melindres de fidelidade ideológica ou são idiotas afetados ou canalhas dissimulados.

(*) professor e cronista.

Site: http://dartagnanzanela.webcindario.com/ 

Comentários