O CREPÚSCULO DA RAZÃO

Por Dartagnan da Silva Zanela

DESRESPEITO JÁ - Sou franco em dizer, não respeito a senhora presidente nem aqui, nem na casa do chapéu. Não que a pessoa dela não mereça o mínimo respeito que é devido a todo ser humano. Não é isso cara pálida. Aliás, a questão vara bem longe disso, afinal, ela preside a república (ou algo parecido com isso).

A senhora que ocupa a cadeira presidencial não merece o respeito exigido porque ela não se dá ao respeito. Ela avacalhou e avacalha com todo o povo brasileiro com suas mentiras sem fim. Ela envergonha a nação brasileira com suas imposturas e disparates. Principalmente, ela não é digna de respeito porque enxovalha com a própria presidência que, diga-se de passagem, já faz muito que não é lá essas coisas e agora, não passa duma choldra ignóbil. 

Por isso, se você acha que essa sicofanta merece ser reverenciada só porque ocupa um cargo ao qual ela não está a altura, admita: você não sabe, ou no mínimo esqueceu, o que é o tal do respeito, pois, quem não sabe desprezar isso, não sabe respeitar o que é realmente digno.

Resumindo: respeitar quem hoje está à frente do Palácio do Planalto é desrespeitar a presidência. Reverenciar a Presidenta é espezinhar a república.

Sinto muito, mas nesse caso não há meio termo. Quem exige respeito a isso não vale o que evacua.

DO JEITO QUE O DIABO QUER - O que o mundo moderno quer é que a Igreja negue o Cristo para ser aplaudida e reconhecida como “boazinha” como tudo o mais que, cinicamente, dissimula histericamente o “bem” no mundo hodierno. 

NO DOS OUTROS É BÃO - Intelectuloide com duas mãos esquerdas acha lindo ver bandido - de maior ou de menor - livre, leve e solto porque o folgado mora em condomínio de classe média. Mas duma classe média que a dona Marilena Chauí não odeia porque é cínica como ela. Agora, se o sujeitinho morasse num bairro de trabalhadores que vive sob a ameaça desses biltres não pensaria de forma tão inclemente e artificiosa. Não mesmo.

BARBARIDADE - Militontos, declarados ou dissimulados, são assim: se eles, só eles, enxovalham, é cidadania. Agora se alguém ousa apontar-lhes o dedo para dizer-lhes uma meia-dúzia de verdades eles dão chilique. Dizem que estão querendo dar golpe ou coisa do gênero e, é claro, chamam o sujeito de fascista, de racista, sexista, do diabo a quatro porque, onde já se viu alguém ter a petulância de reconhecer o óbvio ululante de que tudo neles é fingimento e dissimulação? Pois é, pois é, pois é. Por essas e outras que gente desse canhoto naipe não vale a farinha que come. Outros tantos nem o excremento que fazem.

OS BASTARDOS DE ROUSSEAU - Ideias de jerico são um instrumento extremamente eficaz para estercar o mundo, ainda mais se essas forem expostas com certo refino intelectual e ensinadas como sendo o que há de mais avançado sem se esquecer, é claro, de afirmar que todos aqueles que não concordam com as ditas cujas são pessoas más, que desgostam dos desvalidos do mundo, preconceituosos e o resto vocês sabem.

Como não são poucos os tontos que caminham por essas paragens, o efeito que ideias alopradas têm na sociedade é um espetáculo sem igual. Um show de estultice que não acaba mais.

Com base em sandices intelectuais - do tipo o homem é bom por natureza e a sociedade que o corrompe - tudo tornasse válido e lícito em nome dum bom-mocismo que incapacita intelectualmente os indivíduos ao mesmo tempo em que os perverte moralmente sem que eles se deem conta disso. Aliás, os sujeitos "vítimas" dessas ideias iluminadas acham tudo isso uma lindeza só. Principalmente os disparates histéricos.

A tonteria politicamente-correta reinante é um dos muitos frutos do mito do bom-selvagem de Jean-Jacques Rousseau fantasiados, atualmente, em bom-revolucionário, bom-terrorista, bom-bandido, bom-qualquer coisa. O importante mesmo é que qualquer coisa (sociedade, Estado, sistema, Igrejas, elites, etc.) seja responsabilizada por todos os equívocos volitivos cometidos pelos representes menos gabaritados da espécie.

O que interessa mesmo é que a irresponsabilidade geral seja convertida em virtude cívica número um para mais facilmente implantar, com o consentimento geral, um inferno totalitário dos bastardos de Rousseau, Marx e companhia.

Site: http://dartagnanzanela.webcindario.com
Blog: http://zanela.blogspot.com

Comentários