Postagens

Mostrando postagens de 2015

MUITO OBRIGADO...

Paz e bem amigos.
Gostaria de agradecer a todos que tão gentilmente me felicitaram pelo meu aniversário. Acima de tudo, agradeço a Deus por ter colocado em minha vida pessoas como vocês para me acompanharem nessa peregrinação.
Dentre as felicitações, uma gentil alma enviou-se um Salmo. O Salmo 139. Palavras essas que partilho agora com todos vocês:
SALMOS, CXXXIX
1. Ao mestre de canto. Salmo de Davi. 2. Livrai-me, Senhor, do homem mau; preservai-me do homem violento, 3. daqueles que tramam o mal no coração, que provocam discórdias diariamente, 4. que aguçam a língua qual serpente, que ocultam nos lábios veneno viperino. 5. Salvai-me, Senhor, das mãos do ímpio; preservai-me do homem violento, daqueles que tramam minha queda. 6. Orgulhosos, armam laços contra mim e estendem suas redes, e junto ao caminho me colocam ciladas. 7. Digo ao Senhor: Vós sois o meu Deus. Escutai, Senhor, a voz de minha súplica. 8. Senhor Deus, meu poderoso apoio! Vós protegeis minha fronte no dia do combate. 9. Não atendai…

TEM QUE TER ESTÔMAGO FORTE

Imagem
Por Dartangan da Silva Zanela (*)
Ano que vem tem marmelada? Tem sim senhor! Em 2016 haverá xaveco, lorota e palhaçada? Haverá sim senhor! Nesse ano, que está por vir, serão realizadas eleições em todas as republiquecas municipais da pátria não tão grande de Banânia? Sim! Bem ou mal, haverá sim senhor.
Todos sabem que esse surrado espetáculo é grotesco, sem graça e repetitivo; nem mesmo os néscios dão crédito as, como direi, estrelas que despontam nos picadeiros em forma de palanque que pipocam em todos os cantos desse triste país, entretanto, como não há nada mais interessante pra se ver nas praças das cidades de Banânia, todos vão lá assistir os figurões que farsescamente posam de salvadores da lavoura, cheios de mandingas, prometendo salvar a bananada toda sem arruinar o bananal.
A canalhice é tamanha que todos os bananas votantes, mesmo sabendo que tanto “A” quanto “B” não valem a farinha que comem, mesmo estando carecas de saber que ambos têm a credibilidade de uma nota de sete …

ENTRE O FERVO E A MANJEDOURA

Por Dartagnan da Silva Zanela

Mais um fim de ano, mais um Natal, mais um encontro com a verdade sobre nós, um teti a teti com a verdade que nos habita.
Detalhe: não quero com essa lacônica afirmação repetir aquele velho e surrado clichê que todos conhecem, e que muitos outros repetem com aquele narizinho entupido de superficialidade, de que tudo no fim de um ano resume-se a um punhado de reles rituais consumistas de troca de presentinhos e de encontros com amigos e familiares onde a hipocrisia reina. Tempo esse, segundo os surrados clichês, onde são trocadas lembrancinhas que foram compradas muito mais com o desejo de cumprir uma obrigação social brega do que por amor àquele que é regalado com o mimo.
Apesar desse chavão, como todos os chavões, ter lá o seu “Q” de verdade, não é disso que pretendo falar não cara pálida nessa breve missiva.
Penso que esse tempo pouco ou nada tem haver com o que é apontado por colocações como essa e, quando o tem, frases feitas nesse tom acabam dizendo…

POLITICAMENTE PERDIDO, HUMANAMENTE CANSADO

Imagem
Por Dartagnan da Silva Zanela
(1) A cretinice politicamente correta acanalha e nos faz emburrecer, porque ela nos agrilhoa num círculo vício que nos impede de dizer e escrever o que pensamos, de fato, ao mesmo tempo em que nos leva a não pensar como escrevemos e falamos. Nenhuma inteligência humana sobrevive por muito tempo uma demência dessa monta.
(2) A política brasileira, na atual conjuntura, é similar ao estupro de um suíno: somente pensar no assunto já é uma nojeira nauseabunda inominável.
(3) O nacionalismo esquerdofrênico e os delírios patrimonialistas, infelizmente, continuam a imperar na cabeça das almas sebosas; almas essas que amam falar em nome do tal do povo e que fazem isso não para o benefício dos anônimos desgraçados, mas sim, para a glória geral dos incompetentes e para a risonha satisfação dos canalhas de plantão, dos amigos do rei e dos capachos de todo e qualquer coronelzinho. Aliás, como todo mundo sabe disso. Esses tipos de vilões são os únicos que realmente se be…

OS ENCANAMENTOS ESTÃO ENTUPIDOS

Imagem
Por Dartagnan da Silva Zanela
(1) Militonto não tem opinião política própria como eles gostam tanto de gritar aos quatro ventos. Não mesmo. O que eles realmente sabem fazer, e com fartura, é defecar verbalmente no ouvido das almas desavisadas; os bichinhos são mestres nesse o negócio de evacuar suas ideias ideologicamente fecais através das redes sociais e, por fazerem isso, os fofinhos acreditam que são almas impolutas, críticas e dignas de respeito. De fato, não dá pra aguentar toda a criticidade dessa gente com sua profunda mentalidade intestinal.
(2) Das tripas que vem do bucho, a tigrada grita, sem fazer muito luxo, em defesa da noiva do Chucky, o boneco presidento, que desgoverna um dito país com instituições moribundas, com uma governança desprovida de competência e talento. O trem está tão feio que o único eco que se ouve é de mimimi, ranger de dentes e lamentos de mesma tigrada que grita a todo o momento contra o mais elemantar bom senso que quer virar essa triste página de nossa…

PROGRAMA AVE MARIA, 10 de dezembro de 2015.

Imagem

CONVERSA QUIXOTESCA, 09/12/2015: ENTRE COMUNAS E PATRIMONIALISTAS.

Imagem

CONVERSA QUIXOTESCA, 09/12/2015: ISSO NÃO DEMOCRACIA NÃO.

Imagem

O AFLORAR DAS ABÓBORAS

Imagem
Por Dartagnan da Silva Zanela
(1) Fachin, o fantoche togado do Planalto, como bom serviçal dos rubros larápios que é, jurídica, cínica e indiscretamente, com uma única canetada escaqueou a democracia em favor dum projeto cretino e totalitário de poder que vem fazendo do Brasil uma grande piada, como nunca se viu antes na história universal.
(2) Dizem as piadas de salão, que todo bom advogado de porta de cadeia sempre acha uma brecha na lei para salvaguardar os interesses do seu cliente. O senhor Fachin não. Ele violenta a democracia, arromba a constituição, faz o diabo e muito mais, e tudo o faz em nome da consolidação desse infame projeto totalitário de poder.
(3) O senhor Álvaro Dias é um clássico exemplo de sujeito provinciano presunçoso que, na majestade de sua soberba, se recusou a enxergar o óbvio ululante quando simiescamente bajulou o senhor Fachin ao invés de sabatina-lo da maneira devida como um verdadeiro Senador da República.
(4) As sebosas almas que ficam com aquela surrada canti…

E O DIA PASSOU RÁPIDO, BEM RÁPIDO

Imagem
Por Dartagnan da Silva Zanela
(1) Fofoca é uma merda, todo mundo sabe disso; talvez, por isso mesmo, tantos a apreciam tão gulosamente e sem o menor pudor ou moderação.
(2) Em todo e qualquer lugar o falatório abunda. A principal pauta desses colóquios flácidos é a vida alheia, principalmente as intimidades sórdidas. Infelizmente, o que há de pior nessas futilidades não são elas em si, mas sim, a sua sinistra capacidade de prender a nossa atenção às imagens que suas palavras evocam, fazendo aflorar o que há de mais vulgar em nossa alma.
(3) Se um caipora vier pro seu lado pra lhe contar uma resma de fofocas, ou qualquer coisa do gênero e se você quiser cortar a prosa sem ser deselegante, interrompa o caboclo, no meio de sua palestra, dizendo que leu um livro; discorra sobre ele com tanta sagacidade quanto ele lhe contava a futrica e, pode crer, que a conversa acaba na hora e dificilmente você terá qualquer outra notícia vinda dos lábios do sujeito. Porém, todavia, entretanto, para que i…

CONVERSA QUIXOTESCA, 06/12/2015: UMA NOTA SOBRE NOSSA SENHORA.

Imagem

CONVERSA QUIXOTESCA, 06/12/2015: RELIGIÕES - UMA REFLEXÃO

Imagem

ESSE TROTEADO NÃO ME ENGANA NÃO

Imagem
Por Dartagnan da Silva Zanela
(1) Não quero, de jeito nenhum, dizer o que penso, não mesmo; pois, como dizem os tongos, de tanto pensar morreu um burro militando em prol dum aloprado projeto totalitário. De mais a mais, o que penso não é relevante. Pra dizer a verdade, não é nada quando comparado com a realidade. Por isso, desejo apenas, se possível for, descrever o que vejo; almejo simplesmente, se me for permitido, apresentar através de linhas e letras mal traçadas o que qualquer um é capaz de ver, mas, por razões que não me cabe especular, muitas vezes os sujeitos não encontram palavras apropriadas pra contar o que seus olhos veem. Só isso e nada mais.
(2) Esse negócio do sujeito dizer o que pensa; de afirmar que supostamente ‘pensa criticamente’ com os próprios miolos, sejamos francos, é coisa de gente abiloladamente vermelha e carente; bem carente de atenção. Tadinhos! Os caboclos posam de ridículos na vã esperança de parecer diplomadamente inteligentinhos.
(3) Quando o vinho na cabeça…

CONVERSA QUIXOTESCA, 04/12/2015: A ORAÇÃO DO SAPATEIRO DE ALEXANDRIA

Imagem

CONVERSA QUIXOTESCA, 04/12/2015: UM BOM COMEÇO

Imagem

CONVERSA QUIXOTESCA, 04/12/2015: ESPONTÂNEO, NEM CARNAVAL

Imagem

UM CASO DE DILATAÇÃO ESCROTAL CRÔNICA

Imagem
Por Dartagnan da Silva Zanela
(1) A sinceridade é, em toda a humanidade, uma joia preciosa, mui estimada por todas as almas imbuídas de boa vontade; porém, na vida política brasileira, essa virtude não chega a ser nem mesmo um conjunto vazio, como todos estão carecas de saber.
(2) Uma sociedade onde as pessoas, dum modo geral, não sabem identificar e nominar os seus estados interiores, um ambiente onde os indivíduos não têm o menor critério para discernir entre o que seja realmente importante e o que é irremediavelmente irrelevante, não é uma sociedade nem aqui, nem na Cochinchina. Na melhor das hipóteses é uma horda aloprada sujeita a tirania dos oportunistas mais ousados que acabam ditando aos indivíduos desnorteados um rumo que, obviamente, não é o deles. Esse é o risco, mortal, de viver uma vida sem rumo, nem prumo. Esse é o risco de tornar-se um instrumento nas mãos de quem tem um. Até aqui, esse tem sido o fado destes tristes trópicos.
(3) Apenas os amigos são capazes de traição. …

CONVERSA QUIXOTESCA, 03/12/2015: Aos petistas anônimos.

Imagem

PROGRAMA AVE MARIA, 03 de dezembro de 2015.

Imagem

CONVERSA QUIXOTESCA, 02/12/2015: APENAS UM IMPORTANTE PASSO

Imagem

CONVERSA QUIXOTESCA, 02/12/2015: SISTEMA ANTI EDUCACIONAL - PARTE II

Imagem

CONVERSA QUIXOTESCA, 01/12/2015: UM SISTEMA ANTI EDUCACIONAL

Imagem

ENTRE POMBAS E PARDAIS

Por Dartagnan da Silva Zanela
(1) Não podemos deixar que palavras, adornadas com toda aquela pompa de bom-mocismo, nos intimidem. Palavras, por mais bonitinhas que possam parecer, sempre são menores que a verdade. Contrariar isso ou é sinal de demência, ou da mais pura sacanagem. Se o sujeito for um militonto, as duas coisas estão juntas e bem misturadas.
(2) Em muitos países as leis são instituídas a partir de normas costumeiras. No Brasil não. Aqui as leis, muitas vezes, são instrumentalizadas com o objetivo de perverter os costumes para que grupelhos manhosos e mal-intencionados possam impor pra toda sociedade a sua sanha totalitária travestida de justiça supostamente social.
(3) Todo caipora que diz rejeitar toda e qualquer forma de autoridade (moral, intelectual, policial, professoral, etc.), no fundo, o que ele está querendo dizer é que a sua pessoinha respeita apenas a sua própria autoridade (existente ou não) e nada mais. E o trem não para por aí não! Na realidade, esse tipo de …

CONVERSA QUIXOTESCA, 30/11/2015: UM DEDO DE PROSA SOBRE O TAL DO PODER

Imagem

COM A BALA NA AGULHA

Por Dartagnan da Silva Zanela
(1) O grande problema do Brasil, em Brasília ou nos grotões mais distantes dessa terra de desterrados, é a presença aviltante, junto às instituições, de incompetentes em tudo que, por total falta de caráter, são capazes de tudo para manterem-se agarrados nas poderosas úberes estatais.
(2) A elite petista é uma casta que se locupleta com o capital alheio; usurpa os ganhos do espoliado povo trabalhador e eles, a vanguarda revolucionária do caviar, transformam facilmente tudo em massa falida, como bons incompetentes que são; e fazem isso tudo em nome duma ignóbil sanha utópico-totalitária e através da mais vulgar rapinagem.
(3) Chamar José Dirceu de guerreiro do povo brasileiro é vilipendiar o Brasil, enxovalhar com o sofrido povo espoliado por essa turma que está transformando nosso país num envergonhado pardieiro.
(4) Se na década de cinqüenta a compra suspeita duma fazendinha no Rio Grande do Sul era chamada pela alcunha de “mar de lama”, do que iremos cham…

Nivaldo Cordeiro entrevista Dartagnan da Silva Zanela

Imagem

CONVERSA QUIXOTESCA, 29/11/2015: NÃO É FEIO JULGAR.

Imagem

CONVERSA QUIXOTESCA, 29/11/2015: O MAL ABSOLUTO DO RELATIVISMO.

Imagem

CONVERSA QUIXOTESCA, 28/XI/2015: O monstro que há em nós.

Imagem

CONVERSA QUIXOTESCA, 28/XI/2015: Multiculturalismo.

Imagem

UM CAMINHO PRATICAMENTE PERDIDO

Por Dartagnan da Silva Zanela
(1) Aprender não é, geralmente, uma atividade prazerosa. Quando aprendemos algo é claro que há alguma espécie de gozo, como também é inegável que o aprendizado de certas coisas nos interessa muito mais do que outras; porém, na maioria das vezes, aprender qualquer coisa que seja exige de nós um esforço que vara bem longe do prazer, contrariando as pregações de muitos doutos em educação.
Na verdade, alimentar esse tipo de crendice modernosa, de que o aprendizado deve andar de mãos dadas com o prazer, é muito mais um anti-estímulo à educação do que a sua pedra fundamental.
Aliás, construir um sistema educacional todo baseado nesse lero-lero é colaborar na construção do edifício humano algo totalmente diverso do educar.
Mesmo que insistamos chamar esse trem fuçado de educação ela continuará a ser aquilo que seus frutos vergonhosamente nos apresentam.
(2) Quanto mais o homem moderno vê-se munido de brinquedinhos tecnológicos, mais mutilada a sua inteligência se…