O LANCEIRO FARROUPILHA

Por Dartagnan da Silva Zanela

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

1.
É incrível como o uso apropriado das palavras camufla o sentido literal das ações humanas. Ao invés de dizer caixa dois, fala-se em “recursos de campanha não contabilizados”. Ao invés de falar, na cara dura, censura, diz-se, de maneira aliciante, “controle social da mídia”. A canalhice rubra, a sua sanha por poder, não tem limites.

2.
Quem diz que faz qualquer coisa para permanecer no poder não tem o menor amor pela república. Quem diz que faz qualquer coisa para não sair do palácio não passa dum tirano populista que enxovalha a democracia.

Dizer que está cagando e andando para a tragédia institucional que assola nosso país é uma forma bem sem vergonha de disfarçar o medo que está nos dominando de cabo a rabo.

3.
A palavra democracia cabe na boca de qualquer um, inclusive e principalmente, na daqueles querem destruí-la em nome duma vil tirania que, por sua deixa, irão chamar de democracia plena ou popular.

4.
Na década de 90, o PT apresentava-se como o impoluto partido da ética. Lembra-se disso? Pois é, se houvesse corrupção, eram contra de maneira irascível e histérica. O tempo passou e com o escândalo do mensalão, o discurso mudou. Passaram a dizer, ironicamente: “então quer dizer que foi o PT que inventou a corrupção?” Waaal! Que mudança em? Hoje, após dezenas de escândalos envolvendo o “partido da ética”, os militantes, simpatizantes e agonizantes dizem, lacônica e furiosamente: “em todo governo há corrupção! O que importa é que ele tenha uma proposta programática progressista”. Ou seja: agora os fins justificam os meios. Por fim, alguém que muda seu discurso dessa forma ou mudou do vinho para o vinagre, ou simplesmente revelou a sua verdadeira face cínica e totalitária.

5.
Foi anunciado! É fato! A gasolina poderá subir até 1328%... na Venezuela. Mas não se apoquente porque essa conquista não está tão distante assim de nossas mãos brazucas.

6.
Todos, até as pedras, sempre souberam que militantes do MST e do PT iam, e vão, para Cuba fazer “cursos de formação”. Agora, para ampliar as conquistas, é firmado um acordo entre o MST com o governo Venezuelano que está enviando para nossas terras equipes que estão ministrando aulas sobre "democracia bolivariana", sobre o socialismo do século XXI. Sim, que o PT tem um projeto político socialista, totalitário, todos sabem. Até as pedras sabem. O que poucos querem ver, ou admitir, é que estamos caminhando para a cubanização e, porque não, venezuelização de nossa pátria tão maltratada, salve, salve. E se continuarmos nesse rumo, não há PRONATEC que dê jeito.

7.
O marxismo é uma expressão sistemática e teórica do rancor e da inveja. É uma teoria que proporciona um sentido erístico que camufla o que há no coração de seus partidários, sejam eles ardorosos ou amornados.

8.
O Brasil tá cheio de sujeitos que defendem, com a voz alterada, que o Estado deveria controlar diretamente toda a economia. E, defendem essa sandice, com tanta convicção, por duas razões simples: (i) nunca administraram nada. Nem um carrinho de pipocas e, em muitos casos, nem mesmo a própria vida. (ii) nunca pararam pra pensar que a eficiência de uma economia toda estatizada seria similar a eficiência dum Paço Municipal.

9.
Sem meias-palavras: o socialismo é uma ideologia totalitária desde o princípio.

10.
Você sabe o que é democracia? É aquilo que não existe em Cuba, que está em estado terminal na Venezuela e que inexiste em todos os países que vivem sob a égide dos delírios socialistas.

11.
Tem uma galera nervosa porque uma boa parcela da sociedade está clamando pelo impeachment da represidenta. A galerinha diz que é golpe, que é isso e aquilo. Ora, então quer dizer que o impeachment do Collor, atual aliado do PT, foi um golpe? É isso? Também teria sido, na década de 90, o movimento “Fora FHC e o FMI” uma tentativa de golpe? Waaal! Realmente, para essa gente, de duas mãos esquerdas, impeachment no dos outros é direito; no deles, uma ardente violação da democracia.

Blog: http://zanela.blogspot.com 

Comentários