Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2014

TUDO COMO DANTES

Redigida no dia 22 de setembro de 2014, dia de São Maurício e companheiros. Vigésima quinta semana do Tempo Comum.
Por Dartagnan da Silva Zanela - - - - - - - - - - + - - - - - - - - - -
Carlos Drummond de Andrade conta-nos que, certa feita, num desses internatos, havia dois garotos que, ansiosos, aguardavam pela vinda do seu padrinho para levá-los passear. O padrinho chegou, porém, apenas um foi ao passeio. O outro não teria se comportado bem no correr do mês e não atingiu a nota mínima estabelecida nas disciplinas.
O passeio foi uma maravilha e, ao final, o padrinho presenteou o garoto com um mimo. Um brinquedo que ele poderia escolher numa loja. Uma loja farta, com tudo que um garoto pode sonhar e, o moleque, escolheu uma gaitinha de boca.
Seu irmão lhe caçoou, pois, com tantas opções, como pôde o tonto do seu irmão escolher algo tão simplório? O infante disse que havia tantas opções para escolher e o tempo estava tão apurado que ficou meio zonzo. O mano pensou: “deixe comigo. Vou ti…

PALAVRAS DUM DESESPERANÇADO

Redigida no dia 16 de setembro de 2014, dia de São Cornélio e de São Cipriano. Vigésima quarta semana do Tempo Comum.
Por Dartagnan da Silva Zanela
_____________________________________________________
Está ruim, mas, não se preocupe! Vai piorar. Basta ter paciência e aguardar os próximos capítulos do angu nacional. E nessa sorumbática espera, pelo amor de Deus, não me pergunte em quem não vou votar e não me peça um conselho para saber em quem votar. Sou franco: não está dando pé.
E te digo mais! Não me venha com os surrados trololós para querer me convencer que Marina [Lula] Silva ou AS Neves são alternativas para Comandanta e sua trupe. Isso mesmo! A segunda via festejada por muitos é uma ex-petista histórica ou, se preferirem, uma Dilma com clorofila. E o PSDB? Apenas uma versão cor de rosa do PT. Lembre-se que Fernando Henrique foi um dos principais articuladores da criação do segundo (palavras do próprio Lula em julho de 1979) e, obviamente, do primeiro. Que coisa em?
Sim, há que se…

TEATRINHO CARO E INDIGESTO

Redigida no dia 09 de setembro de 2014, dia do Beato Frederico Ozanam e de São Pedro Claver. Vigésima terceira semana do Tempo Comum.
Por Dartagnan da Silva Zanela
_____________________________________________________
Quando mais moço apreciava muito assistir a um bom debate político. Sim, ver dois ou mais contendores pelejando com os mais variados ardis retóricos é algo bonito de se ver.
Não que me convencesse com as palavras atiradas uns contra os outros, mas apreciava a habilidade dos candidatos em confrontar-se face a face. Prestava muita atenção na forma como os sujeitos enfrentavam situações delicadas que lhes eram apresentadas de maneira ríspida e agressiva e, ao assisti-los, com minhas parcas luzes, procurava analisar o potencial de liderança e a forma como um e outro procuravam capitalizar a simpatia e a empatia do eleitorado.
Independente dos gostos e desgostos, não podemos não reconhecer a grande habilidade de Leonel Brizola em fixar, sem medo, os mais duros apelidos e jargões…

SEU NOME É LEANDRO

Redigida no dia 02 de setembro de 2014, dia de Santa Doroteia. Vigésima segunda semana do Tempo Comum.
Por Dartagnan da Silva Zanela
________________________________________________________
Deus age em nossa vida de forma misteriosa. Age sobre nossa alma por meio de palavras, objetos, fenômenos e pessoas. Pessoas que com sua presença nos levam a vislumbrar a nossa real condição.
Deus sabe que quando estamos diante duma pessoa fragilizada algo em nós é transubstanciado. Invariavelmente, quando somos colocados diante do sofrimento humano recobramos, mesmo que por alguns instantes, a nossa sanidade espiritual que, em muitos momentos, vê-se adoecida pelas mundanidades que estão em todas as direções que volvemos nossas vistas.
Quando essas pessoas passam a fazer parte de nossas vidas, algo fica a espinhar nossa consciência, dizendo: por quê? Qual a razão desse sofrimento? Por que o Altíssimo permite que situações como essa ocorram? Aliás, quem sou eu para perscrutar os desígnios do Pai? Um re…

Pe. Paulo Ricardo: Política e revolução cultural nas eleições 2014