NOTAS QUASE PERDIDAS

Por Dartagnan da Silva Zanela

1.
Todos têm lá sua desorientação. Todos. Mas essa se torna uma prisão sem grades quando tudo o que, por definição, deveria orientar as almas, encontra-se a serviço da diabólica confusão crescente.

Tudo, tudo mesmo, que um dia foi fonte de civilidade, hoje, é caminho de perdição. Tal fato é a mais pura obviedade. Basta que tenhamos um pingo de coragem, e de vontade, para ver e reconhecer a mais óbvia verdade.

Mesmo que “criticamente” se fale o contrário, a educação no seu mais elevado sentido deu lugar a um vulgar aparato para adestrar as almas dos infantes, levando-os a assimilar os trejeitos e manias da ideológica moda reinante para serem oficialmente rotulados como cidadãos e aceitos como normais, sem saber, é claro, que a normalidade no Brasil foi reduzida a um chulo desvario e a cidadania num reles lugar comum, obscuro, e sem sentido.

2. 
Fico cá com meus botões, a perguntar-me com que autoridade podem as potestades Estatais arrogar querer modificar os valores cristãos cultivados pela sociedade? Estado que, dissimuladamente, diz representar os referidos valores ao mesmo tempo em que, descaradamente, cumpre ordeiramente a agenda de organismos e entidades que tem por meta destruir as bases da cristandade abrindo espaço para consolidar a nova ordem mundial, corrompendo todo e todos desde a mais tenra idade.

As potestades Estatais esquecem-se dia e noite, noite e dia, que a laicidade do Estado Brasileiro, de modo algum, os investem de poder e autoridade que lhes permita manipular e destruir os valores que fundam a vida em sociedade.

Esquecem, ou fingem cinicamente não saber, que o Estado e suas instituições, existem para representar a sociedade e não para implantar os interesses e projetos de grupelhos, disfarçados de coletivos e movimentos sociais, que sorrateiramente instrumentalizam o cabedal de ferramentas Estatais para fazer valer sua sanha totalitária em detrimento de toda a verde-amarela comunidade.

É isso. E tenho dito...

Pax et bonum
Blog: http://zanela.blogspot.com
e-mail: dartagnanzanela@gmail.com 

Comentários