ENTRE BATMAN E BENTO XVI

Escrevinhação n. 1068, redigida no dia 19 de novembro de 2013, dia de Santa Matilde de Hackeborn e de São Roque Gonzales e companheiros mártires.

Por Dartagnan da Silva Zanela


Na edição do Cansástico do dia 17 de novembro foi exibida uma matéria sobre um garotinho portador dum tipo de câncer que teve um desejo seu realizado com a ajuda do valoroso trabalho da Fundação Make-a-Wish que, por meio da coleta de doações, procura realizar um desejo de muitas pessoas que sofrem dessa enfermidade. No caso do infante, o desejo era poder ser o Batman e salvar a cidade de Gotham City. E o desejo foi realizado e tornou-se notícia na aldeia global.

Tal notícia é um exemplo muito claro para podermos compreender como a grande mídia contribui sorrateiramente na edificação duma sociedade materialista-hedonista anticristã. Sim, sei que tal observação, num primeiro momento, pode parecer confusa, mas não te apoquente que eu já me explico.

A mesmíssima Fundação realizou, no ano de 2012, o desejo de Peter Srsich. Esse rapaz, na ocasião, tinha 17 anos de idade e um tumor no tórax do tamanho de uma bola de softball que estava no quarto estágio do linfoma de Hodgkin. Em meio ao tratamento os pais do rapaz conheceram a Make-a-Wish. Bem, e qual foi o desejo dele? Encontrar-se com o Papa em Roma. Pirlimpimpim! O desejo foi atendido e em maio de 2012 Peter e sua mãe foram recebidos por Bento XVI na Praça de São Pedro numa audiência geral.

Peter lhe contou seu drama e ofereceu ao Vigário de Cristo uma pulseira verde com a inscrição: "Rezando por Peter". Neste momento o Papa ofereceu-lhe sua bênção. Pôs sua mão no peito do rapaz e, justamente, no local onde estava o tumor. Detalhe: Ratzinger não tinha como saber onde dito se encontrava. Um ano se passou e Peter encontra-se em perfeitas condições de saúde, está no segundo ano da faculdade e planeja tornar-se sacerdote.

Sim, um milagre realizado pela interseção de Bento XVI. Graça essa derramada sobre a vida dum rapaz que foi auxiliado pelo pio trabalho da Make-a-Wish, porém, o fato não teve a mesma repercussão que foi dada ao caso do pequeno Batman. E é desta forma que se constrói uma visão materialista-hedonista da realidade. Basta que sejam silenciados os fatos que nos convidam a refletir sobre o eterno e a atuação de Deus em nossa vida.

De mais a mais, C. S. Lewis, em seu livro “Milagres”, lembrando-nos o seguinte: se partirmos do pressuposto de que tais fatos não ocorrem e, para reforçar esse sentimento, não recebermos notícias dessas ocorrências, obviamente que acabamos por perverter a medida da realidade imaginando que o real é apenas aquilo que eu possa “entender” através dos esquemas simplistas que se encontram subentendidos na omissão de notícias como essa.

Sem mais delongas, vocês seriam capazes de conceber a possibilidade da grande mídia informar a população de algo desta grandeza que envolva a pessoa do Papa Emérito Bento XVI? Vermos um dia a mesma agir de modo honesto e honrado para com ele seria um milagre tão grandioso como a cura dum linfoma.

Pax et bonum
Site: http://zanela.blogspot.com
e-mail: dartagnanzanela@gmail.com

Comentários