CARTA ABERTA AOS CORAÇÕES ENDURECIDOS


Escrevinhação n. 948, redigido em 23 de maio de 2012, dia de São João Batista de Rossi.

Por Dartagnan da Silva Zanela


Quando ainda estava entre nós, Gustavo Corção, com sua refinada percepção da realidade, afirmava que nossa sociedade estava a beira de uma gravíssima crise e que esta seria uma crise de fé advinda do dramático estado espiritual em que se encontra o homem moderno.

Para a mesma senda nos apontavam René Guénon, Fritjof Schuon, o Padre Leonel Franca, entre outros tantos, mas, principalmente, Nossa Senhora em suas Aparições, especialmente em Fátima (Portugal) e Akita (Japão).

Sim, vivemos hoje uma crise de dimensões civilizacionais e o pior de tudo é que a maioria das pessoas, principalmente as que se julgam esclarecidas (eita palavrinha mequetrefe) veem-se indiferentes a gravidade do cenário que está sendo desenhado. Aliás, quanto mais se imaginam ilustrados nos ensinos das academias de ciências ocultas e letras apagadas, mais se fecham para os dados mais patentes que se fazem presentes diante de suas vistas.

Um bom exemplo do que afirmamos são as próprias aparições da Virgem Santíssima. Os ditos esclarecidos as rejeitam em bloco e desdenham as mensagens proclamadas nestes eventos como se a ignorância e o desprezo de um fato fosse um argumento em contrário. Aliás, você, cara pálida, sabe do que eu estou falando? Estudou minimamente as aparições da Virgem Maria, em especial, as de Fátima? Se não, por que está fazendo essa carinha de nojo? Que coisa feia! Deixa disso e vá estudar! Conheça o assunto e suas implicações e só depois permita-se ficar entojado.

Sim, sei que você pensa que tudo isso não passa de um reles trololó de carola porque, provavelmente, o seu olhar encontra-se formatadinho na forma da perspectiva materialista reinante, imaginando que tudo o que existe nesta vida encontra suas causas depositadas em forças políticas, econômicas e sociais e que, tudo mais, não passa de pífias superestruturas.

Sim, se você acha que tudo pode ser explicado por essa chave interpretativa pacóvia, então me explique os Capuchinhos, os Beneditinos ou mesmo a Cartuxa. Tente e veja o quão miserável é seu horizonte de (in)consciência. Aliás, explique as aparições citadas através desse diminuto viés materialista de análise da realidade e veja o quão ridícula é sua presunção.

Já sei! Já sei! Você não vai levar nada disso em consideração porque em seu parvo entender nada disso é cientificamente comprovado, mesmo que você não saiba, de fato, o que seria algo científico e como se deve proceder para comprovar qualquer coisa e, por preguiça cognitiva, exclui o que você não entende com a mistificação advinda da evocação das palavras “isso não é cientificamente comprovado”, mesmo que você não saiba o que isso queira dizer.

Por fim, meu caro, esse estado de irritação em que você se encontra ao término destas broncas linhas apenas evidencia o quão grave é a crise que vivemos. Crise essa que pode ser percebida e curada em seu coração desde que você esteja realmente interessado em compreender o dramático cenário em que vivemos atualmente. 

Pax et bonum
Site: http://dartagnanzanela.k6.com.br
e-mail: dartagnanzanela@gmail.com