MEMÓRIA - GERARDO MELLO MOURÃO (em 08 partes)



Gerardo foi um poeta, romancista, ensaísta, jornalista e político brasileiro. Católico, foi padre por alguns anos. Pertenceu ao movimento integralista de Plínio Salgado, tendo sido preso dezoito vezes durante as ditaduras de Getúlio Vargas e a militar de 1964-1985. Numa delas, ficou no cárcere durante cinco anos e dez meses (1942-1948). Foi deputado federal, tendo o mandato cassado pela ditadura militar. Morou por muito tempo fora do Brasil, no Chile e na China, de onde foi correspondente da Folha de São Paulo. Foi amigo de Guignard, Michel Deguy, de Pablo Neruda e de Albert Camus. Foi indicado ao Prêmio Nobel de Literatura em 1979. No Brasil, em 1999, recebeu o Prêmio Jabuti de melhor livro de poesia pelo épico - A Invenção do Mar.

Nascido na cidade de Ipueiras, no Ceará, morreu no Rio de Janeiro em março de 2007, dois meses após ter completado 90 anos de idade.

Neste programa, Gerardo fala, entre outros assuntos, sobre sua infância e família no Ceará, sua formação cristã, o movimento integralista, Tristão de Athayde, Plínio Salgado, Augusto Frederico Schmidt, Getúlio Vargas, suas prisões durante o Estado Novo e a segunda guerra mundial, a ditadura militar, etc.

Comentários