O BOM COMBATE

Por Dartagnan da Silva Zanela,
em 14 de fevereiro de 2011.

Os punhos se mantém serrados
Mesmo estando cansados
Feridos
Pela força que os move
Na direção do combate
Que não se encerra.
Combate esse
Que se esquiva das tréguas.
Da alvorada ao cair do astro rei
A peleja segue seu curso
Como água de corredeira bravia
Que persevera sem descanso.
Assim é o dia,
Seguindo ele vai
Até ao anoitecer
Junto às brumas distantes.
E assim segue o guerreiro
Dos cansados punhos
Em sua luta
Na arena interior.
Segue ele
Com seu gládio
Sem reclinar a cabeça,
Mantendo a guarda armada
Contra as astúcias do inimigo
Confiando sempre
Naquele que É o Caminho
Servindo
Ao Senhor da vida.
Vida
Que apenas vale a pena
Se vivida for
No bom combate
Junto ao estandarte
Da radiante Verdade
No sacrifício do amor.

Comentários