REFLEXÕES BLÓGICAS – XXII


Muitos falam em nossa sociedade sobre a necessidade de recuperarmos a capacidade de nos indignar para que as coisas possam melhorar. Ora raios! Mas como pode a sociedade brasileira ter perdido a capacidade de se indignar se por todos os lados o que vemos são pessoas indignadas? Seja nos botecos, nos salões de beleza, nas barbearias, nos jornais, nas rodas de “gente fina” e até mesmo (e principalmente) nas Instituições de Ensino, o que vemos são pessoas indignando-se com tudo, até com o vento. Porém o que menos vemos na sociedade brasileira hodierna são pessoas capazes de tomar uma atitude em relação ao que lhes supostamente causa indignação. Aí está, penso eu, algo que realmente carece em nós: a capacidade de agir frente às injustiças assumindo, deste modo, a responsabilidade pela vida, pela sua vida. Quanto à indignação gratuita e fingida, sinceramente, isso não passa de coisa para crianças de quatro anos de idade que não conseguem o brinquedo que queriam da loja. Uma criança agir assim é compreensivo, porém, pessoas adultas pensarem assim e crerem que isso é um valor digno de respeito é, claramente, um grave sintoma de degradação da alma humana. Nada mais nada menos que isso.
Dartagnan da Silva Zanela,
Em 17 de julho de 2009.

Comentários