REFLEXÕES BLÓGICAS – XVI


O ser humano no ciclo moderno, mais do que nunca, perdeu totalmente o sentido de sua vida e bem como a relação deste com a natureza. Tal é o abismo que há nos dias hodiernos entre o ser humano e o mundo natural que em um ato de desespero inventamos fantasias panteístas e animistas absurdas que, por sua deixa, não recolocam o homem em seu devido lugar no meio natural, mas sim, abaixo do que é devido a sua natureza. Um reflexo disso é o que se convencionou chamar de artes plásticas contemporâneas onde qualquer amontoado de cores que poderia ter sido feito até mesmo por um chipanzé passou a ser tido como arte de alto nível, mesmo que esse nível seja o mais rasteiro inimaginável.
Dartagnan da Silva Zanela,
em 24 de maio de 2009.

Comentários