Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2009

ABORTO E TERRORISMO

Comentário proferido no Programa BOAS NOTÍCIAS no dia 28 de abril de 2009.

NÃO ME VENHA COM FIRULA - em pdf

NÃO ME VENHA COM FIRULA

Imagem
Escrevinhação n.º 756, redigida em 28 de abril de 2009, dia de São Luís Maria Grignion de Montfort, Terceira Semana da Páscoa.
Por Dartagnan da Silva Zanela

"Quando tiveres cumprido o teu dever, resta-te ainda outro: mostrares-te satisfeito". (Johann Goethe)
- - - - - + - - - - - Não há na face da terra uma lengalenga mais cansativa e perigosa do que todo esse colóquio flácido de change, de mudança. E sempre com esse trololó vem a tal da reivindicação de direito a isso ou direito àquilo. Para piorar toda essa esbórnia midiática massificante os seus proclamadores se referem a tudo isso como sendo um modelo de vivência cívica democrática, como sendo um exemplo a ser seguido e imitado por todos os cidadãos que eles julguem ser de bem.
Está certo, mas o que há de errado nisso tudo cara-pálida? Vejamos um detalhe muito simples: se todos estão reivindicando os seus ditos direitos, quem irá pagá-los? Se todos estão ciosos por conquistar novos direitos quem irá garanti-los? E mais! …

COMENTÁRIO BLÓGICO - IV

Entre seus pares, todo covarde se traveste de valentia. Todo elemento vulgar porta-se com uma impoluta pseudo-dignidade e todo mentiroso contumaz faz-se capaz de macaquear os mais elevados ares de franqueza. Todavia, basta que uma pessoa tenha a coragem de lhes perguntar aquilo que nem ele, nem seus pares, gostariam de ouvir: a verdade. Basta uma pequena centelha de Verdade para que eles revelem a sua verdadeira face, para que eles se mostrem como realmente são: mentirosos covardes que levam a vida de maneira vulgar e ponto final.

ENTREVISTA COM UM GIGANTE

O economista Milton Friedman fala sobre suas idéias. Esta entrevista foi ao ar em 7 de dezembro de 1975.
- - - - - - - - - - - - - - -
- - - - - - - - - - - - - - -
- - - - - - - - - - - - - - -Fonte: http://ordemlivre.com

MUITA ATENÇÃO PARA OS CONSELHOS DE SÃO LEÃO MAGNO

Comentário proferido por Dartagnan da Silva Zanela no programa BOAS NOTÍCIASno dia 24 de abril de 2009.

TÁ PENSANDO O QUE? HOJE É SÁBADO MEU VELHO!

Imagem

DO EXERCÍCIO DA CIDADANIA AO CONTÁGIO COM A CIDADANITE

PROGRAMA AVE MARIA, 23 de abril de 2009.

Programa apresentado por Dartagnan da Silva Zanela todas as quintas-feiras das 18h00 as 18h15 pelas ondas da rádio Iguaçu FM.

A VONTADE DE DEUS

Comentário proferido por Dartagnan da Silva Zanela no programa BOAS NOTÍCIAS no dia 23 de abril de 2009.

O MISTÉRIO COBERTO PELO VÉU - em pdf

O MISTÉRIO COBERTO PELO VÉU

Imagem
Escrevinhação n. 754, redigida em 21 de abril de 2009, dia de Santo Anselmo e Santo Apolônio, segunda semana da Páscoa.
Por Dartagnan da Silva Zanela
- - - - - + - - - - -
“Por aqui passava um homem — e como o povo se ria!” Assim entoam-se as atiladas palavras presentes nos versos da magnífica poetisa Cecília Meireles em seu Romanceiro da Inconfidência. Riu-se do finado Joaquim José da Silva Xavier do mesmo modo que se ri e mesmo se enxovalha tudo aquilo que procure transparecer ares altivos de dignidade nestas terras de Pindorama. Não queremos aqui entoar loas em nome do alferes martirizado pela Coroa Portuguesa nem em nome do movimento da Inconfidência Mineira, fracassado e traído desde a casca, não mesmo. Na verdade, nosso intento é mais modesto. Desejamos apenas refletir sobre o significado simbólico deste evento histórico frente a nossa deprimente sociedade republicana hodierna. Nada mais, nada menos que isso.
Pois bem, quando voltamos nossas vistas para as almas brasileiras com …

EDUCAR-SE

Comentário proferido no programa BOAS NOTÍCIAS no dia 09 de fevereiro de 2009.

DIA DE INCONFIDENTE

Imagem
Por aqui passava um homem
— e como o povo se ria! —
que não passava de Alferes
de cavalaria!

[...]

Por aqui passava um homem
— e como o povo se ria! —
“Liberdade ainda que tarde”
nos prometia.

E cavalgava o machinho.
E a marcha era tão segura
que uns diziam: “Que coragem!”
E outros: “Que loucura!”

Mas ninguém mais se está rindo
pois talvez ainda aconteça
que ele por aqui não volte,
ou que volte sem cabeça...

(trecho do Romanceiro da Inconfidência de Cecília Meireles)

SOBRE AS GUERRAS NA ÁFRICA

Comentário proferido por Dartagnan da Silva Zanela no dia 23 de março de 2009 no programa BOAS NOTÍCIAS.

REFLEXÕES BLÓGICAS – III

Imagem
Ontem, nesta terra de desterrados chamada Brasil foi celebrado (ou nem tanto) o dia do(s) Índio(s) e no correr da semana apareceram inúmeros comerciais (oficiais ou não) trazendo a imagem de pessoas que descendem de tribos indígenas. Algumas delas estavam trajadas a caráter, outras como qualquer pessoa desta terra brasilis. Todavia, diante deste simulacro festivo ouso levantar a pergunta que, ao menos em minha alma, não quer calar: o que significa exatamente ser índio? Isso mesmo. Trajar-me como um muçulmano não faz de mim um muçulmano, do mesmo modo de uma pessoa ser descendente de imigrantes italianos não faz dela um italiano, correto? Por isso pergunto: afinal, essencialmente (que é o que realmente interessa), o que significa ser membro de uma tribo indígena? O que é ser índio (Guarani, Xavante, Tupinambá, etc.)? Provavelmente, é muito mais do que comunicam as imagens superficiais produzidas pela nossa sociedade são capazes de expressar e muitíssimo mais do que nós, homens modernos…

NOTAS SOBRE A VIDA INTERIOR

Comentário de Dartagnan da Silva Zanela proferido no programa BOAS NOTÍCIAS no dia 02 de março de 2009.

REFLEXÕES BLÓGICAS – II

Compreender o que é “nossa vontade” e diferenciá-la da vontade da sociedade e da carne e aprender a realizar a Vontade de Deus, é uma tarefa fundamental em nossa vida que, em regra, exige o esforço intelectual e moral de uma vida inteira. Tais considerações vão de encontro com o que nos ensina Thomas Merton em seu livro AMOR E VIDA, onde o mesmo nos diz que: “O homem maduro compreende que a vida afirma-se melhor não ao se adquirir coisas para si, mas ao doarem-se tempo, esforços, força, inteligência e amor a outros. Aqui começa a aparecer um tipo diferente de dialética entre vida e morte. Com o ‘fim’ de sua inclinação para a auto-satisfação e a sua reorientação em direção e para os outros, o impulso de vida, a satisfação vital transcende-se a si mesma. ‘Morre’ no que diz respeito ao ego, pois o eu é privado das satisfações imediatas que poderia reivindicar sem ser contestado. [...] Portanto, a vida ‘morre’ para si mesma no intuito de se dar e, assim, afirma-se com mais maturidade, mai…

FREI BETTO E O ABORTO

Comentário proferido no programa BOAS NOTÍCIAS da rádio Cultura no dia 06 de abril de 2009.

REFLEXÕES BLÓGICAS

A verdadeira amizade não é mensurada pelas ocasiões, boas ou ruins, vivenciadas com a pessoa que chamamos de amigo, mas sim, pela perenidade dos laços que nos fazem reconhecer na janela de sua alma um olhar generoso e sincero, tal qual devem ser todos os gestos daqueles com quem partilhamos nossos tesouros pessoais e anseios celestes. Assim devem ser as relações humanas dignas de serem chamadas de amizade.
Dartagnan da Silva Zanela,
em 17 de abril de 2009.

É PRA ACABAR

O pior tipo de falsário é aquele que pretende enganar outrem enganando a si mesmo, pois o tolo investe duplamente contra a sua alma. Primeiramente seguindo uma ilusão edificada por ele mesmo na vã tentativa de “se dar bem”. Secundariamente, posando de maneira ridícula fingindo ser o que ele, em hipótese alguma, é.
Dartagnan da Silva Zanela, em 16 de abril de 2009.

OURO DE TOLO DOUTO - em formato pdf

OURO DE TOLO DOUTO

Imagem
Escrevinhação n.º 753, redigida em 14 de abril de 2009, Oitava de Páscoa dia de Santa Liduína e São Benezet, o pequeno Bento.


Por Dartagnan da Silva Zanela

"Não há nada mais terrível do que uma ignorância ativa". (Johann Goethe)
- - - - - + - - - - -

Em várias ocasiões o filósofo Olavo de Carvalho nos chamou a atenção, através de seus escritos e aulas, para o amor que as pessoas nutrem por determinadas palavras ou por certas frases que são enunciadas e repetidas até a exaustão pelos indivíduos. Tal afeto não advém do fato de que essas palavras traduzem de modo claro a realidade que se apresenta para as meninas dos olhos das pessoas, mas sim, porque simplesmente elas estão a enunciar essa ou aquela palavra faz com que se sintam como seres superiores aos demais, atribuindo-se a idéia de que elas são mais justas, mais boazinhas, mais politicamente-corretas que as demais.
É incrível! Para você convencer uma multidão apatetada basta que você faça um colóquio flácido todo enfeitado co…

O SANTO ROSÁRIO

Por Dartagnan da Silva Zanela,
Em 08 de janeiro de 2009.

Os dedos caminham,
Silenciosos,
De conta em conta
Sem contar
A infinita graça
Que aplaca o humano olhar
Do orante silencioso
Que
De conta em conta
Coloca-se a contemplar
Os mistérios recitados
Na simplicidade
Das contas
Do Santo Rosário.

E o coração...
Ah! E o coração...
No ritmo dos dedos
Que
Silenciosos
Seguem o caminho
Ditado pelo recitar dos lábios
Que se abrem suplicantes
Por estar com a alma arrebatada
Pela imagem contemplada
Do Verbo Encarnado
Alma que se entrega
Para o passo
Caloroso e misterioso
Que religiosamente
São contemplados
Na oração do
Santo Rosário.

PAI NOSSO EM ARAMAICO

O PUNHAL

Por Dartagnan da Silva Zanela,
em 14 de abril de 2009.
O tempo corre a seu modo,
Sem ninguém consultar.
Quieto,
Não importando o seu trote
Lá vai ele em seu galope,
Trovando o vento e a brisa
Sem pestanejar.

Neste trote apressado,
Segue o tempo a tropicar em seu passo,
Não se importando com as marcas
Que são deixadas na face amargada
Pela saudade já empoeirada
Pelo apressado passo
Do tempo que anda...
Sempre atrasado.

Saudade! Oh! Saudade!
Como dói seu passo,
Que aperta o pulsar flamejante...
Que habita...
Entre minhas costelas,
Fazendo-me sentir o tempo
Mais lento,
A queimar minha alma em seu vagar...
Como a um punhal atravessado
Cravado...
Entre a lembrança e a distância...
De meu bem querer.